Últimas notícias

Comentários

RSS
26.10.2012 | Opinião

Quer correr, vá para o autódromo

Não faça de seu carro uma arma, a vítima pode ser você!

Até agora, em 2012, nasceram 109,8 milhões de pessoas, morreram 46,71, sendo que o trânsito matou, até este momento (22h52m de 25/10/2012), cerca de 973,6 mil seres humanos. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) a média anual chega a mais de 1,2 milhões de pessoas.

Estas informações para meu comentário de hoje busquei no Relógio Mundial. O Relógio Mundial é bem interessante e seus números são obtidos através de diversas fontes confiáveis.

Alguém poderia achar pouco este número, pois as guerras devem matar muito mais. Engana-se. As guerras este ano de 2012 mataram até agora algo como 140 mil pessoas, enquanto a violência urbana é mais de três vezes este número, chegando a 456 mil este ano.

Se somarmos os mortos nas guerras e na violência urbana, este número é cerca de 39% menor do que os mortos no trânsito mundial.

Por este fato a OMS, um organismo da ONU (Organização das Nações Unidas) insiste que o mundo deve adotar medidas urgentes para diminuir este grave problema mundial.

Os ferimentos gerados por desastres no trânsito já se tornaram a maior causa de morte entre pessoas de 10 a 24 anos, e mais. A maioria dos desastres ocorre em áreas urbanas e em países em desenvolvimento, como o Brasil.

Ainda segundo a OMS, milhões de pessoas saem feridas destes desastres, o que para a agência da ONU, se tornou um problema de saúde pública.

Nos países em desenvolvimento e nos menos desenvolvidos, os custos deste flagelo chegam a US$ 100 bilhões anuais, o equivalente a cerca de R$ 200 bilhões. Esta quantia é superior à recebida em ajuda para o desenvolvimento destas nações.

Tem gente que não gosta ou acham que posso ser um chato por acreditar que alta velocidade não combina com o trânsito urbano, e até mesmo em algumas estradas.

Quem quiser correr, que vá pilotar seu carango em algum autódromo, local mais preparado para quem gosta de alta velocidade.

Não é razoável o que assistimos em nossas estradas, mas o pior ainda ocorre em nossas cidades.

O verão está batendo à nossa porta e as festas de final de ano também.

Isto quer dizer que mais tragédia vem por aí.

Ou mudamos nosso comportamento frente ao volante ou os números vão continuar os mesmos ou até mesmo piorar.

Sei que alguns leitores e amigos meus discordam desta minha posição, mas sou totalmente favorável a severas punições aos responsáveis por esta verdadeira chacina mundial.

Já perdi parentes e amigos em acidentes, a maioria causados por terceiros, que estão livres, leves e soltos até hoje, pois matar ao dirigir não é considerado socialmente um crime.

E não esqueça...

Não faça de seu carro uma arma, a vítima pode ser você!


Tags: Trânsito, transporte, acidente, morte, guerra, violência






Opinião do internauta

  • Marco Aurélio (26.10.2012 | 18.36)
    Engana-se redondamente quem atribui o genocídio no trânsito a velocidade. O problema é muito mais GRAVE. Falta educação e os cuidados indispensáveis aos condutores e sobra demagogia e hipocrisia nas Autoridades, com excessos de multas meramente arrecadatórias, estas sempre com o objetivo de saquear de aumentar a arrecadação, saqueando os condutores e proprietários de veículos. Exemplo: a Free-Way foi construída para 120 Km p/h e o limite da velocidade é 110 Km p/h. Pode? Esta na hora do povo exigir das autoridades medidas concretas para reduzir as mortes no trânsito. Implantação nas escolas matéria sobre trânsito, desde as séries iniciais. Criar locais para aulas práticas de condutores, a fim de que apreendam a dominar o veículo. Melhorar as vias públicas. É uma vergonha.

    Réplica:

    Marco. A freeway foi feita pra 120kmh quando criada. Pistas mais largas, acostamento dos dois lados da pista, etc.. etc... e principalmente etc... Depois PINTARAM uma terceira faixa, que de nada adiantou, pois tiraram o acostamento da esquerda e diminuiram o da direira. A via perdeu ai seu STATUS de 120 kmh. Já andei em estradas na Alemanha e França  com limites superiores aos 120kmh, mas é outro tipo de estrada. Pistas largas, acostamentos, sinalizadores e nada de burados. Cinco ou seis pistas bem largas onde existe muito maior segurança. Nossas estradas não suportam muitas vezes nem míseros 60 Kmh, e os 80Kmh são uma temeridade em alguns casos. É só andar pelas estradas como a RS 118, pormessa de campanha que até hoje é puro burado. Ando por ali todos os dias, e é um perigo. Já perdi uns 3 pneus, e por pouco não foi pior.

  • James (26.10.2012 | 08.25)
    Temos de começar a chamar pelo nome esta turma: BANDIDOS DO VOLANTE. Tá cheio deles por aí, com a ajuda dos pseudo-jornalistas e das pseudo-autoridades, que por exemplo, divulgam onde andará o radar móvel.

Deixe sua opinião

Datas anteriores:

Comemoramos hoje - 24.05

  • Dia da Infantaria
  • Dia de Nossa Senhora Auxiliadora
  • Dia de São Vicente de Lérins
  • Dia do Datilógrafo
  • Dia do Detento
  • Dia do Telegrafista
  • Dia do Vestibulando
  • Dia Nacional do Cigano