Últimas notícias

Comentários

RSS
13.04.2016 | Opinião

Houston, temos um problema

De volta à terra: Fred W. Haise, James A. Lovell, e John L. 'Jack' Swigert.

Era uma segunda-feira, dia 13 de abril de 1970, e a tripulação da espaçonave Apollo 13 tinha acabado de fazer uma rotineira transmissão de TV. Aquela era uma missão já sem grande interesse do público, pois ir a Lua já se tornara rotina para os norte-americanos, e já não era grande novidade para a mídia internacional.

O comandante James Lovell e o piloto do Módulo Lunar Fred Haise tinham acabado uma checagem do módulo Aquarius enquanto o piloto do Módulo de Comando Jack Swigert estava se preparando para ver algumas estrelas através do sextante.

 

Com 55 horas e 55 minutos de missão, todos os três astronautas ouviram e sentiram uma grande explosão dentro da nave. Iniciava aí um dos mais dramáticos episódios da história da humanidade que culminaria com a chegada dos três astronautas vivos a Terra.

A Apollo 13 foi a terceira missão tripulada do Projeto Apollo com destino à Lua, e como disse, já não chamava mais atenção da mídia mundial. Mas o acidente mudou tudo naquela quase fatídica missão.

Depois de 5 dias, 22 horas, 54 minutos e 41 segundos, os três astronautas voltaram do espaço sãos e salvos.

Quando o comandante da missão Apollo 13 James Lovell disse “Houston, temos um problema”, dava-se início um dos mais dramáticos resgates de nossa história.

O episódio é muito bem narrado no filme “Apollo 13 – Do desastre ao triunfo”, de 1995, dirigido por Ron Howard. No filme Tom Hanks interpreta o comandante da missão James Lovell. Bill Paxton interpreta o piloto do Módulo Lunar, Fred Haise. Já Kevin Bacon é Jack Swigert, o piloto do Módulo Lunar.

Como disse, este talvez tenha sido o mais dramático episódio da Corrida Espacial que só não acabou em tragédia, pois o acidente ocorreu antes do pouso na Lua. Assim existiam estoques de artigos vitais, tais como energia extra, água, oxigênio e até um motor extra.

Mas tudo isso fazia parte da natureza da aventura quando a América aceitou o desafio do Presidente John Kennedy de pousar na Lua até o final da década de sessenta.

Os três astronautas retornaram a terra, sãos e salvos, no dia 17 de abril de 1970, há 45 anos.

Os desafios da humanidade com relação ao espaço ainda persistem, mas em algum dia num futuro não muito distante estaremos navegando com segurança pela "fronteira final".

Como escrevi noutro dia “dois erros não fazem um acerto”.

O erro deve ser sempre encarado como aprendizado. Aprender com os erros é fundamental. Quem não consegue aprender com seus erros, não consegue mudar, evoluir. Assim sendo temos que procurar errar o mínimo e, quando errarmos, errar rápido.

Toda a equipe da NASA se deparou com um problema mortal, uma catástrofe que poderia ceifar a vida dos três astronautas da Apollo 13.

Eles não se entregaram. A equipe usou de todo o conhecimento e criatividade para achar uma maneira de “enganar” a morte quase certa da tripulação. Na época, eu lembro muito bem, foi noticiado que eventualmente um astronauta teria que se sacrificar para salvar os demais. Não havia oxigênio suficiente para os três.

Na semana passada recebi um presente de um empresário amigo meu e já estou lendo o livro “O Verdadeiro Poder” – Práticas de Gestão que Conduzem a Resultados Revolucionários, de autoria do consultor e professor Vicente Falconi.

Já no prefácio da obra Falconi lembra: “... uma empresa é constituída por pessoas e outros recursos...

E vai além ao afirmar que: “Empresas excepcionais são feitas de pessoas excepcionais e uma cultura de alto desempenho”.

Falconi também diz que sempre ouviu falar que “Informação é poder!”. Ele afirma não acreditar muito nessa premissa.

Para ele o verdadeiro poder está no conhecimento que é extraído das informações pela prática da análise.

Somente a análise permite conhecer a verdade dos fatos o que melhora substancialmente a tomada de decisões, garantindo a obtenção de excelentes resultados. Poderíamos então dizer o seguinte: “Capacidade Analítica e Conhecimento, aliados a uma Liderança que faça acontecer, são O Verdadeiro Poder!”.

E vai além...

O conhecimento por si não cria valor. O valor é criado quando o conhecimento é utilizado na construção de planos de ação cuja execução é garantida pela liderança.

Apollo 13 - do desastre ao triunfo, não é só um título de um filme. Nos apresenta uma lição de superação, onde um time excepcional, com liderança também excepcional,  superou um desastre quase certo.

Vejam o filme e leiam o livro, vale a pena.

E não esqueçam...

Conhecimento não ocupa espaço e faz uma gigantesca diferença se bem utilizado.


PS.: Impeachment:

Estamos numa semana decisiva para o futuro do Brasil.

No próximo domingo (17/04/2016) nossos representantes na Câmara dos Deputados irão definir a questão que envolve o impeachment da Presidente Dilma Rousseff.

O clima nas ruas está extremamente tenso e existem aqueles que dizem que, dependendo do resultado, vão incendiar o país.

Tenho minhas convicções democráticas e entendo que tudo está acontecendo dentro do previsto na Constituição Brasileira.

Fico estarrecido ao ver mais e mais negociatas para comprar votos oferecendo cargos e mais cargos e já não sei mais o quê por conta de votos vendidos, puramente interesseiros.

Espero que nossos representantes pensem no futuro de nosso país e não em fisiologismo e em seus bolsos e vantagens pessoais que possam obter.

O Brasil não aguenta mais o que está acontecendo e temos que dar um ponto final nesse descalabro, incompetência e desgoverno que está por aí.

A corrupção está acabando com o Brasil.

A corruPTocracia deve ser varrida de nosso convívio, colocando toda essa gentalha na cadeia.

Diferente do que diz e prega nosso ex-presidente Lula, não vejo de um ou outro lado inimigos. Todos somos brasileiros.

Para Lula quem pensa diferente dele é inimigo, não adversário. Uma pena. Pensei que Lula tivesse aprendido algo nos anos que esteve no governo.

Pensamos diferente, muito diferente.

Nós somos adversários nesse momento, apenas adversários, como eventualmente poderemos ser aliados em outro momento da história.

Dividir o país, pregar o pânico, o medo, ameaçando de quebra-quebra, só gera mais tensão e divisão.

Que venha domingo!


Tags: espaço, Star Trek, Nasa, Apollo, Kennedy, lua






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Datas anteriores:

Comemoramos hoje - 10.12

  • Dia da Declaração Internacional dos Direitos Humanos
  • Dia de São Melquíades
  • Dia Internacional dos Povos Indígenas
  • Dia Universal do Palhaço