Últimas notícias

Comentários

RSS
28.04.2017 | Opinião

E vamos em frente

Conectados ao mundo

Quando o mais visionário dos escritores de ficção científica imaginasse algo como a internet, por certo o chamariam de louco. Era mais fácil imaginar o homem chegando até a Lua, indo a Marte, viajando pelas estrelas nos confins do universo, do que uma grande rede de computadores interligada trocando informações entre os povos do planeta.

E se este ficcionista ainda dissesse que este novo instrumento iria convergir todos os veículos de comunicação tradicionais como rádio, jornal e televisão, por certo diriam que a fantasia estava demasiada.

Mas sonhar com este futuro é querer ir longe demais?

Sites de busca, relacionamento e entretenimento, além de portais, blogs e mundos virtuais, estão ocupando uma posição de vanguarda como formadores deste cibermercado sem fronteiras. Todos podem ser alguém@alguma_coisa.com neste novo universo.

Além disso, o “tamanho” de cada um não depende do “tamanho” ou “poder” de sua empresa ou organização. A audiência na internet depende do conteúdo disponibilizado e se o público gosta.

Existem blogs e sites de pessoas até a pouco anônimas, que recebem milhões de visitas todos os dias. Um verdadeiro fenômeno ainda inexplicável.

Andy Warhol, profetizou que: "um dia, todos terão direito a 15 minutos de fama".

Os quinze minutos de fama do passado tornam-se milhões de cliques em poucas horas ou dias, que depois podem até cair no esquecimento, mas marcaram seus pontos na World Wide Web.

Aquilo que para alguns ainda parece brincadeira já abocanha parcela significativa de público e de verbas publicitárias, num imenso mercado, sem fronteiras, chamando atenção dos gigantes mundiais da mídia. São bilhões de dólares envolvidos e a internet já se aproxima da segunda posição nesse ranking publicitário.

O entretenimento que tanto atrai os internautas despertou grande interesse no mercado corporativo. Vários produtos já são lançados primeiro na internet, o que revolucionou o mercado mundial.

Diversas redes de televisão já colocam sua programação na internet para que os usuários assistam seus programas favoritos quando e onde quiserem. Uma verdadeira mudança na maneira de “enxergar” a grande rede mundial de computadores. O mesmo acontece com emissoras de rádio, que ultrapassaram em muito a “fronteira” da potência de seus transmissores.

E assim segue uma série de novas tecnologias e maneiras de se relacionar que conquistam o público de todas as idades e classes sociais. Da mesma maneira e talvez até de forma mais contundente, as grandes organizações mundiais, sejam elas governos ou empresas privadas, investem pesadamente também nas redes sociais, outra janela que mudou a forma de relacionamento entre pessoas e empresas, empresas e clientes, governos e sociedade.

A comunicação mudou, e ainda vai mudar mais neste novo mundo onde o “repórter” e o “colunista” pode ser um simples cidadão que está no lugar certo, na hora certa.

Há pouco mais de dez anos, em 16 de abril de 2007, colocávamos em operação o site RicardoOrlandini.net, que assim começava sua jornada pelo mundo virtual.

Passado esse tempo, muitas coisas aprendermos neste mundo sem fronteiras. Hoje completamos 2188 edições com quase 60 mil notícias, colunas, vídeos e outras informações.

É a internet audaciosamente nos levando onde nenhum homem jamais esteve.

Sempre gosto de lembrar que todo esse conteúdo teve o apoio fundamental do jornalista Eduardo Vitelo e do analista e programador Ricardo Júnior (meus filhos), além de meus familiares, sem os quais não conseguiria atingir este objetivo de informar com qualidade e imparcialidade.

Aos meus parceiros, apoiadores e patrocinadores, um agradecimento pela confiança nesta nova mídia e em nosso trabalho.

Aos colunistas do site um ‘muito obrigado’. Tenho convicção que a diversidade de opiniões agrada a maioria dos leitores que nos visitam todos os dias.

Mas tudo isso tem um objetivo maior.

Proporcionar aos nossos leitores e amigos, um bom conteúdo com informações úteis e que façam a gente pensar sobre o que acontece neste pequeno planeta chamado Terra.

Um abraço afetuoso a todos e muito, mas muito obrigado pela audiência e carinho.

Ricardo Orlandini


Tags: edições, Ricardo Orlandini, internet, conteúdo, colunas, colunistas






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Datas anteriores:

Comemoramos hoje - 01.05

  • Dia da Literatura Brasileira
  • Dia de São José Operário
  • Dia Mundial do Trabalho