Últimas notícias

Comentários

RSS
06.12.2017 | Opinião

Rumo a Marte II

Neil Armstrong, Michael Collins e Edwin Aldrin, a tripulação d Apollo 11

O Brasil parece estar chegando a mais um ciclo de crise econômica, crise essa sem precedentes em nossa história. Não bastasse a questão econômica, legado de um irresponsável, incompetente e corruPTocrata governo de Lula e Dilma, e demais aliados fisiológicos do Partido dos Trabalhadores, também assistimos a um somatório de crises: econômica, política, institucional e, principalmente MORAL.

Mas vamos em frente...

Na segunda-feira iniciamos uma jornada ficcional ao Planeta Vermelho. Hoje vamos dar mais alguns passos.

Gostaria de lembrar do Programa Apollo da NASA, desenvolvido entre 1961 e 1972, que tinha como objetivo colocar o homem na Lua. O projeto culminou com o pouso da Apollo 11 no solo lunar em 20 de julho de 1969.

John F. Kennedy, então presidente dos EUA, fez um discurso na Universidade Rice em 12 de setembro de 1962. Naquele dia Kennedy lançou um desafio aos norte-americanos para levarem um homem à lua e traze-lo de volta em segurança até o final daquela década.

“We choose to go to the moon. We choose to go to the moon in this decade and do the other things, not because they are easy, but because they are hard, because that goal will serve to organize and measure the best of our energies and skills, because that challenge is one that we are willing to accept, one we are unwilling to postpone, and one which we intend to win, and the others, too.”

"Nós escolhemos ir à Lua. Nós escolhemos ir à Lua nesta década e fazer as outras coisas, não porque elas são fáceis, mas porque são difíceis, porque esse objetivo servirá para organizar e medir o melhor de nossas energias e habilidades, porque esse é um desafio que estamos dispostos a aceitar, um que não estamos dispostos a adiar, e um que temos a intenção de ganhar, como os outros também. "

Esse discurso histórico motivou não só os envolvidos diretamente com a missão, mas incentivou toda uma nação e centenas de empresas a participarem desse desafio. Eles venceram a corrida espacial e fizeram história. Grandes avanços tecnológicos foram obtidos nesse período que também impulsionou muito a economia norte-americana e mundial.

Missão e Visão claras são fundamentais para qualquer organização e sua “real” importância raramente é compreendida pelas pessoas que a compõem. Muitas vezes nem mesmo por seus dirigentes que acabam por usar modelos preconcebidos “só para inglês ver”. Elas não são meramente frases ou palavras de efeito para comporem cartazes distribuídos pela organização para “decorar as salas e corredores.

Missão e Visão servem para entender claramente o negócio da organização.
Por que ela existe?
Para quê?
Onde queremos chegar?
Quando?

Temos que fazer a conexão entre a ficção e a realidade, transformando grandes desafios em realidade para que possamos moldar nosso futuro com muito planejamento e trabalho.

Nada é fácil, mas podemos chegar lá...

Nossa aventura continua na sexta-feira...


Tags: Tecnologia, Planeta Vermelho, Nasa, Marte, Curiosity, Visão, Missão, Valores, Foco, Planejamento Estratégico






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Datas anteriores:

Comemoramos hoje - 15.12

  • Dia da Mulher Profissional de Direito
  • Dia de Santa Cristiana
  • Dia de São Mesmino
  • Dia do Esperanto
  • Dia do Jardineiro
  • Dia do Jornaleiro