Últimas notícias

Comentários

RSS
19.02.2018 | Opinião

Oh pátria amada, por onde andarás?

Carro alegórico da G.R.E.S. Beija-Flor de Nilópolis simbolizando a corrupção no Brasil

Hoje começa 2018, pelo menos aqui no Brasil onde o calendário está atrelado aos festejos do carnaval. Nada diferente do que acontece todos os anos aqui no PATROPI.

Os desfiles das escolas de samba desse ano deram um soco no estômago de nossos políticos, de todos os partidos e ideologias. No meio da graça e irreverência apresentaram as mazelas de nosso país, envolto em corrupção e safadezas de todo o tipo, além de uma total insegurança pública, onde o Rio de Janeiro, é o maior exemplo negativo do país.

Na sexta-feira passada, o presidente Michel Temer resolveu fazer uma intervenção federal na segurança (ou seria in segurança) pública do Estado do Rio de Janeiro.

O Rio de Janeiro está em guerra há décadas, ao que me lembro desde quando os bicheiros que comandavam o Jogo do Bicho se dividiram entre aqueles que permaneceriam só na contravenção e uma outra ala que resolveu traficar drogas, popularizando as drogas na antes Cidade Maravilhosa.

A corrupção e a insegurança pública não são privilégios do Rio de Janeiro, mas lá se fortaleceram tomando conta de comunidades e de parte dos governos envoltos num lamaçal de irregularidades onde a corrupção e o crime organizado acabaram por tomar conta.

Não sei a verdadeira intenção dessa intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro, mas o fato é que está chegando a hora de uma GRANDE INTERVENÇÃO no Brasil.

É não é uma intervenção militar, política ou das instituições federais. É uma grande intervenção pelo voto, expulsando da vida pública essa corja de bandidos que se apossou do Estado brasileiro, em detrimento dos verdadeiros desejos da população.

A GRANDE FAXINA deve ser feita agora em outubro, aposentando definitivamente da política e dos governos essa bandidagem que privatizou para si o que é da Nação.

A Nação Brasileira foi privatizada por grupos políticos e o crime organizado, que juntos e de comum acordo, assaltam diariamente os sonhos de todos nós, em especial dos jovens que passam a perder qualquer esperança de que algo vá mudar.

Oh pátria amada, por onde andarás?

Essa pergunta que não quer calar é refrão do Samba Enredo da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis (RJ), grande campeã do carnaval carioca de 2018.

Vale uma grande reflexão e, o mais importante, volar certo nas eleições do fim do ano.

Samba Enredo 2018 - Monstro É Aquele Que Não Sabe Amar
(Os Filhos Abandonados da Pátria Que Os Pariu)

G.R.E.S. Beija-Flor de Nilópolis (RJ)


Oh pátria amada, por onde andarás?
Seus filhos já não aguentam mais!
Você que não soube cuidar
Você que negou o amor
Vem aprender na Beija-Flor

Oh pátria amada, por onde andarás?
Seus filhos já não aguentam mais!
Você que não soube cuidar
Você que negou o amor
Vem aprender na Beija-Flor

Sou eu, espelho da lendária criatura
Um monstro carente de amor e de ternura
O alvo na mira do desprezo e da segregação
Do pai que renegou a criação
Refém da intolerância dessa gente
Retalhos do meu próprio Criador
Julgado pela força da ambição
Sigo carregando a minha cruz
À procura de uma luz, a salvação!

Estenda a mão, meu senhor
Pois não entendo tua fé
Se ofereces com amor
Me alimento de axé
Me chamas tanto de irmão
E me abandonas ao léu
Troca um pedaço de pão
Por um pedaço de céu

Estenda a mão, meu senhor
Pois não entendo tua fé
Se ofereces com amor
Me alimento de axé
Me chamas tanto de irmão
E me abandonas ao léu
Troca um pedaço de pão
Por um pedaço de céu

Ganância veste terno e gravata
Onde a esperança sucumbiu
Vejo a liberdade aprisionada
Teu livro eu não sei ler, Brasil!
Mas o samba faz essa dor dentro do peito ir embora
Feito um arrastão de alegria e emoção, o pranto rola
Meu canto é resistência no ecoar de um tambor
Vem ver brilhar mais um menino que você abandonou

Oh pátria amada, por onde andarás?
Seus filhos já não aguentam mais!
Você que não soube cuidar
Você que negou o amor
Vem aprender na Beija-Flor

Oh pátria amada, por onde andarás?
Seus filhos já não aguentam mais!
Você que não soube cuidar
Você que negou o amor
Vem aprender na Beija-Flor

Sou eu, espelho da lendária criatura
Um monstro carente de amor e de ternura
O alvo na mira do desprezo e da segregação
Do pai que renegou a criação
Refém da intolerância dessa gente
Retalhos do meu próprio Criador
Julgado pela força da ambição
Sigo carregando a minha cruz
À procura de uma luz, a salvação!

Estenda a mão, meu senhor
Pois não entendo tua fé
Se ofereces com amor
Me alimento de axé
Me chamas tanto de irmão
E me abandonas ao léu
Troca um pedaço de pão
Por um pedaço de céu

Estenda a mão, meu senhor
Pois não entendo tua fé
Se ofereces com amor
Me alimento de axé
Me chamas tanto de irmão
E me abandonas ao léu
Troca um pedaço de pão
Por um pedaço de céu

Ganância veste terno e gravata
Onde a esperança sucumbiu
Vejo a liberdade aprisionada
Teu livro eu não sei ler, Brasil!
Mas o samba faz essa dor dentro do peito ir embora
Feito um arrastão de alegria e emoção, o pranto rola
Meu canto é resistência no ecoar de um tambor
Vem ver brilhar mais um menino que você abandonou

Oh pátria amada, por onde andarás?
Seus filhos já não aguentam mais!
Você que não soube cuidar
Você que negou o amor
Vem aprender na Beija-Flor

Oh pátria amada, por onde andarás?
Seus filhos já não aguentam mais!
Você que não soube cuidar
Você que negou o amor
Vem aprender na Beija-Flor
 

 

<iframe width="500" height="285" src="https://www.youtube.com/embed/Q1fn4pZZAsU" frameborder="0" allow="autoplay; encrypted-media" allowfullscreen></iframe>

 


Tags: corrupção, segurança pública, Rio de Janeiro, insegurança, carnaval, Beija Flôr






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Datas anteriores:

Comemoramos hoje - 23.02

  • Dia da Sedução
  • Dia de São Policarpo
  • Dia do Boticário
  • Dia do Rotariano (Rotary Club)
  • Dia do Surdo-mudo