Últimas notícias

Destaque Esportivo

RSS
19.05.2017 | Futebol

Botafogo vence, se classifica e despacha Atlético Nacional

Rodrigo Pimpão marcou o único gol do jogo no estádio Nilton Santos (Foto: Yasuyoshi Chiba/AFP)

O Botafogo está vivo na Libertadores. Em jogo dramático, disputado na noite desta quinta-feira, no estádio Nilton Santos, o Alvinegro de General Severiano derrotou o Atlético Nacional, da Colômbia, por 1 a 0, e garantiu a classificação para a próxima fase da competição sul-americana. O único gol da partida foi marcado por Rodrigo Pimpão, destaque do jogo. Com o resultado, o Botafogo chegou aos 10 pontos ganhos e se igualou ao Barcelona na liderança do Grupo 1. Os equatorianos seguem à frente por causa dos gols marcados (7 a 6), já que o saldo também é o mesmo (2 a 2).

O resultado fez justiça ao time brasileiro, que mostrou muita determinação durante os 90 minutos para superar uma equipe mais bem dotada tecnicamente. Mesmo com alguns desfalques, o Botafogo mereceu amplamente a vitória. O Atlético mostrou ser uma boa equipe, mas não conseguiu superar a garra mostrada pelo adversário. O atual campeão da Libertadores deu adeus ao torneio.

O jogo

O Atlético Nacional partiu para o ataque assim que a bola rolou, mas foi o Botafogo que criou a primeira grande chance, logo aos três minutos. Gatito Fernandez fez um lançamento para Rodrigo Pimpão que ganhou da marcação e lançou Camilo que entrou livre, mas perdeu o controle e a bola sobrou para Roger que, no bico da pequena área, chutou na trave direita da equipe colombiana, desperdiçando uma ótima oportunidade para sair na frente.

Aos oito minutos, o time colombiano criou a primeira jogada de perigo com um chute cruzado de Quiñones. Gatito Fernandes deu rebote e Joel Carli se atrapalhou, mas conseguiu evitar que um adversário apanhasse o rebote.

A resposta alvinegra foi rápida. Rodrigo Pimpão foi lançado, mas o goleiro Armani saiu do gol e cabeceou para afastar o perigo.

O Atlético Nacional ficava mais tempo com a bola, enquanto o Botafogo tentava aproveitar os espaços concedidos pelo adversário. Aos 17 minutos, o Botafogo conseguiu dois escanteios e o Carli teve a chance de concluir, mas foi atrapalhado pela marcação e mandou por cima do travessão.

O Atlético trocava passes em velocidade, mas encontrava dificuldades para superar a boa marcação da equipe dirigida por Jair Ventura.

Aos 27 minutos, Ibargüen leva vantagem sobre os zagueiros e toca para Farid Diaz que chutou forte, mas mandou para fora.

O time colombiano seguia ameaçando e, aos 37 minutos, Bocanegra recebeu pela direita, investiu e cruzou para a cabeçada de Macnelly Torres, mas a bola saiu.

Aos 40 minutos, o Rodrigo Pimpão recebeu na área, conseguiu dar um chapéu no marcador, mas concluiu mal, mandando para fora. Três minutos depois, Quiñones cruzou fechado, tentando a penetração de Dayro Moreno, mas a bola ficou com Gatito.

O segundo tempo começou com o Atlético Nacional atacando muito em busca do gol, mas foi o Botafogo que marcou primeiro. Rodrigo Lindoso enfiou belo passe para Rodrigo Pimpão que ganhou na corrida e bateu cruzado para colocar a bola nas redes.
Sem alternativa, o Atlético Nacional partiu para buscar o empate, enquanto o Botafogo tentava aproveitar as avançadas do adversário com lançamentos para Pimpão.

Aos 15 minutos, Rodrigo Pimpão recebeu na intermediária, avançou e mandou a bomba. O goleiro Armani se esticou e desviou para escanteio, evitando o segundo gol. O goleiro argentino da equipe colombiana voltou a aparecer bem aos 24 minutos, mandando para escanteio um chute de Victor Luiz, em cobrança de falta.

O jogo ficou nervoso com jogadores das duas equipes discutindo muito e apelando para jogadas mais ríspidas. A pressão colombiana aumentou e o Botafogo colocou Guilherme no lugar de Roger para aumentar a velocidade. Aos 32 minutos, Rodrigo Pimpão arrancou em velocidade e lançou Guilherme que chegou a driblar o goleiro Armani, mas viu ser chute ser defendido pelo goleiro, desviando para escanteio. Na cobrança, Joel Carli cabeceou com muito perigo. Aos 434. Guilherme fez ótimo lançamento para a entrada de Bruno Silva, mas Armani saiu e dividiu com o volante alvinegro, salvando a sua equipe.

Muito cansado, Rodrigo Pimpão, destaque da equipe, saiu para a entrada do lateral Gilson.

Aos 40 minutos, depois de rebatida de Victor Luiz, Bocanegra mandou a bomba e a bola saiu com perigo. Dois minutos depois, Dudu Cearense arrancou do meio campo e bateu forte para defesa em dois tempos de Armani.

Nos minutos finais, o Botafogo recuou para defender o resultado e conseguiu seu objetivo de garantir a vitória e a classificação.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-BRA 1 X 0 ATLÉTICO NACIONAL-COL

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de maio de 2018 (Quinta-feira
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Victor Carrillo (Peru)
Assistentes: Coty Carrera (Peru) e Jorge Yupanqui (Peru)
Cartões amarelos: Rodrigo Pimpão(Bota);Henriquez(Atl)

GOL:
BOTAFOGO: Rodrigo Pimpão, aos cinco minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Emerson Santos, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, João Paulo e Camilo(Dudu Cearense); Rodrigo Pimpão(Gilson) e Roger(Guilherme)
Técnico: Jair Ventura

ATLÉTICO NACIONAL: Armani, Bocanegra, Cuesta, Henríquez e Farid Díaz; Diego Arias, Ramírez(Ruiz), Quiñones(Nieto), Macnelly Torres e Ibargüen; Dayro Moreno
Técnico: Reinaldo Rueda

Fonte: Gazeta Esportiva.net


Tags: Botafogo, Libertadores, Atlético Nacional





Opinião do internauta

Deixe sua opinião

DESTAQUES ANTERIORES

Datas anteriores:

Relacionadas

Comemoramos hoje - 12.12

  • Dia de Nossa Senhora de Guadalupe (padroeira da América)
  • Dia de Santa Dionísia