Últimas notícias

Destaque Esportivo

RSS
13.12.2017 | Futebol

Grêmio vence e pode pegar Real Madrid na final do Mundial de Clubes

Everton fez o único gol da partida aos 5 minutos da prorrogação. REUTERS/Matthew Childs

Após empate sem gols no tempo regulamentar, Everton fez o gol da vitória do Grêmio Porto Alegrense por 1 a 0 sobre o Pachuca do México, nesta terça-feira (12), garantindo a classificação do Tricolor para a final do Mundial de Clubes da Fifa.

Com essa vitória, o Grêmio deu o primeiro passo para devolver o título ao Brasil, o que não acontece desde a conquista do Corinthians em 2012.

Quem também está mais perto de quebrar nova marca é Renato Gaúcho, que foi herói do título mundial da equipe em 1983 e, agora, pode se sagrar campeão como treinador.

Agora resta ao Grêmio esperar o vencedor do duelo entre o Real Madrid e o Al Jazira de Abu Dhabi, que jogam a outra semifinal nesta quarta-feira.

A final vai ser disputada no sábado (16) às 15h de Brasília, no estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi.

Real em busca do bicampeonato

O Real Madrid de Cristiano Ronaldo inicia a disputa da semifinal do Mundial de Clubes contra o Al Jazira, nesta quarta-feira, a poucos dias do clássico contra o Barcelona pela Liga espanhola.

Após a goleada de sábado sobre o Sevilla (5-0), o título do Mundial aumentaria a autoestima da equipe merengue antes do duelo contra os catalães, dia 23 de dezembro.

Os comandados do francês Zinedine Zidane começaram o campeonato espanhol de maneira irregular e têm uma chance de diminuir a distância para o primeiro colocado no confronto direto.

"É uma oportunidade de presentear mais um título para nossa torcida. Viemos muito motivados depois do grande jogo contra o Sevilla. Agora precisamos manter esse equilíbrio e regularidade", afirmou o capitão Sergio Ramos.

Um de cada vez

Para levantar o troféu, o Real Madrid precisa vencer o time de Abu Dhabi para se classificar à final, onde enfrentaria o Grêmio de Porto-Alegre que venceu o Pachuca do México na quarta-de-final.

"Sabemos que não existe jogo fácil. Se pensarmos que vai ser fácil, nos equivocamos. O Al Jazira vai fazer de tudo para incomodar nosso time. Para eles, é o jogo do ano e precisamos estar preparados", afirmou Zidane durante coletiva que antecede o encontro.

Os merengues têm dois objetivos no torneio: o primeiro é conquistar o bicampeonato consecutivo para tentar igualar o recorde do rival Barcelona, com três taças, enquanto o segundo objetivo é justamente administrar as forças para o clássico contra os catalães, que têm 8 pontos de vantagem na liderança.

Qualquer expulsão na hipotética final tira o jogador madridista do jogo contra o Barça, já que a suspensão se aplica à próxima partida oficial.

As principais dúvidas de Zidane estão em Gareth Bale e Raphael Varane, que parecem recuperados de suas lesões musculares e participaram do treino com a equipe na segunda-feira.

"Na segunda e hoje eles treinaram bem, sem dores. Estou feliz por contar com todos prontos", afirmou Zizou.

Romarinho em alta

Do outro lado, o Real Madrid vai encarar um rival inesperado. O Al Jazira foi convidado para o torneio após conquistar o campeonato local e surpreendeu os campeões da Oceania e Ásia, Auckland City e Urawa Red Diamonds, com vitórias por 1 a 0.

Mas o time dirigido pelo holandês Henk Ten Cate, que conquistou uma Liga dos Campeões como auxiliar de Frank Rijkaard no Barcelona, chegou à semifinal sendo amplamente dominado em ambas partidas.

Para o Real Madrid, o principal objetivo é anular o brasileiro Romarinho, estrela do Al Jazira, que conquistou o Mundial de Clubes de 2012 com o Corinthians e participou dos dois gols da equipe nesta edição. O atacante marcou o gol da vitória sobre o Auckland e deu assistência contra o Urawa.

"Temos a semifinal primeiro e precisamos vencê-la para pensar na final. É preciso respeitar todos os times, como eles nos respeitam também, e dar de tudo para ganhar esse título", avaliou o lateral brasileiro Marcelo.

Cristiano Ronaldo pode assumir a artilharia isolada da história da competição. O luso está empatado em cinco gols com Lionel Messi e Luis Suárez.

Prováveis escalações:

Real Madrid: Keylor Navas; Dani Cavajal, Nacho Fernández (ou Raphael Varane), Sergio Ramos, Marcelo; Luka Modric, Casemiro, Isco, Toni Kroos; Cristiano Ronaldo, Karim Benzema. Treinador: Zinedine Zidane (FRA)

Al Jazira: Ali Khaseif; Musallem Fayez, Mohamed Ayed, Fares Juma, Salim Rashid; Mohamad Al Attas, Yaqoub Al Hosani, Salem Abdulla, Mbark Boussoufa; Romarinho, Ali Mabkhout. Treinador: Henk Ten Cate (HOL).

Árbitro: Sandro Ricci (ITA).

Fonte: Rádio França Internacional


Tags: Grêmio, tricolor, Mundial de Clubes, Renato Portaluppi, Real Madrid, Pachuca





Opinião do internauta

Deixe sua opinião

DESTAQUES ANTERIORES

Datas anteriores:

Relacionadas

Comemoramos hoje - 25.04

  • Dia da ONU
  • Dia de São Marcos Evangelista
  • Dia do Contabilista
  • Dia do Despachante Aduaneiro
  • Dia Internacional do Cão-guia