Últimas notícias

Esportes

RSS
06.06.2018 | Tênis

Em jogo memorável, 72º do mundo derruba Djokovic e vai à semi em Paris

Cecchinato derrubou favorito com muita briga (Foto: Eric FEFERBERG/AFP)

Um jejum de 40 anos foi quebrado nesta terça-feira (5), pelo número 72 do mundo, Marco Cecchinato. Ele chegou às semifinais de Roland Garros, fase que nenhum outro italiano alcançou desde Corrado Barazzutti em 1978. E o feito de Cecchinato foi ainda maior, por ele derrotar o ex-número 1, Novak Djokovic, por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 7/6 (7/4), 1/6 e 7/6 (13/11) .

O italiano venceu após se recuperar no quarto set e travar um tie-break intenso com o atual número 22, que sentiu o ombro desde a primeira parcial, mas não se entregou. Após confirmar a classificação, Cecchinato caiu no choro. Ele enfrentará na semifinal o número 8, Dominic Thiem, que derrotou o alemão alemão Alexander Zverev, mais cedo.

Favorito, Djokovic não conseguiu impor seu jogo e viu seu adversário aproveitar, com bastante firmeza e intensidade nas bolas. A lesão no ombro começou a incomodá-lo logo nos primeiros games e Djoko foi atendido duas vezes pelo fisioterapeuta durante a primeira parcial. Com duas quebras, Cecchinato confirmou o bom início e saiu em vantagem.

Apesar de confirmar uma quebra logo de cara e abrir 2/0, o italiano não soube manter o momento e permitiu que Djoko virasse a parcial. Com bastante equilíbrio, os dois tenistas não deram espaço para o erro e levaram o set para o tie-break, após Cecchinato salvar três set-points do sérvio. Embalado, o italiano foi melhor no desempate e abriu 2 a 0.


Djoko não conseguiu confirmar reação (Foto: Eric FEFERBERG/AFP)

Foi no terceiro set que o melhor tênis de Djokovic apareceu. Ele aproveitou a queda de rendimento de Cecchinato, que conseguiu confirmar apenas um saque, e aumentou seu ritmo para quase aplicar um pneu e voltar ao jogo. No quinto set, apesar do começo equilibrado, o sérvio conseguiu uma importante quebra que o deixou sacando para fechar a parcial e forçar o set decisivo. Foi quando Cecchinato achou forças para reverter o momento e virar o set.

Mas não foi fácil fechar a quarta parcial. De forma muito brigada, sem os dois tenistas abrirem mão de nenhuma bola, o jogo chegou a mais um tie-break. Muito mais equilibrado que o primeiro, no decisivo, ambos tiveram diversas chances de fechar, mas sem sucesso. Até que o italiano confirmou a vantagem e venceu o jogo.

Fonte: Gazeta Esportiva.net


Tags: Tênis, tenista, Copa Davis, Wimbledon, Roland-Garros, Marco Cecchinato, Novak Djokovic





Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Datas anteriores:

Relacionadas

Comemoramos hoje - 10.12

  • Dia da Declaração Internacional dos Direitos Humanos
  • Dia de São Melquíades
  • Dia Internacional dos Povos Indígenas
  • Dia Universal do Palhaço