RicardoOrlandini.net - Informa e faz pensar - Hoje na história - Morre Thomas Mann, escritor alemão, Prêmio Nobel em 1929

Últimas notícias

Hoje na história

RSS
12 de Agosto de 1955.

Morre Thomas Mann, escritor alemão, Prêmio Nobel em 1929

Thomas Mann, em 1937

Paul Thomas Mann (Cidade Livre de Lübeck, 6 de junho de 1875 — Zurique, 12 de agosto de 1955) foi um escritor, romancista, ensaísta, contista e crítico social do Império Alemão.

Tendo recebido o Nobel de Literatura de 1929, é considerado um dos maiores romancistas do século XX. Irmão mais novo do também romancista Heinrich Mann, Thomas Mann teve seis filhos: o escritor Klaus, a atriz Erika, o historiador Golo Mann, a ensaísta Monika Mann, o violinista e literato Michael Thomas Mann e a cientista Elisabeth Mann.

Biografia

Nascido no seio de uma tradicional família da então Cidade Livre de Lübeck, na região histórica da Holsácia, ao norte do Império Alemão, atual Lübeck, estado de Schleswig-Holstein, Alemanha, Thomas Mann era filho do político e comerciante Johann Heinrich Mann (1843-1892) e de sua esposa, a brasileira Júlia da Silva Bruhns (1851-1923). A família de Thomas Mann detinha ali um negócio havia várias gerações.

Em 1892 (aos 17 anos de idade) morreu o seu pai e, como consequência, os negócios da família foram abandonados. No ano seguinte, escreveu alguns textos em prosa e artigos para a revista "Der Frühlingssturm" (a tempestade de primavera) da qual Thomas era co-editor. Na mesma época, apaixona-se por Wilri Timppe, filho de um de seus professores. Anos mais tarde, inspirar-se-ia em Timppe para criar Pribslav Hippe, personagem de A Montanha Mágica.

Em 1894 (aos 19 anos de idade) junta-se à mãe em Munique, cidade católica do sul da Alemanha. Júlia tinha mudado para Munique com o resto da família um ano antes e se instalado no bairro boêmio de Schwabing. Rapidamente, a Senhora Mann tornou-se uma agitadora cultural e oferecia saraus literários e festas em sua casa.

Apesar de seus evidentes desejos homossexuais, Mann se apaixonou por Katia Pringsheim, filha de uma rica família industrial, judia secular, com quem se casou em 1905. Mais tarde, ela se juntou a fé luterana de seu marido. O casal teve seis filhos.

Obras

  • Der kleine Herr Friedemann (1898)
  • Os Buddenbrooks (1901) = Buddenbrooks - Verfall einer Familie
  • Tonio Kröger (1903)
  • Sua Alteza Real (1909) = Königliche Hoheit
  • A Morte em Veneza (1912) = Der Tod in Venedig
  • Betrachtungen eines Unpolitischen (Considerações de um apolítico) (1918)
  • The German Republic (1922) = Von deutscher Republik
  • A Montanha Mágica (1924) = Der Zauberberg
  • Disorder and Early Sorrow (1926) = Unordnung und frühes Leid
  • Mário e o Mágico (1930)
  • José e os seus Irmãos (1933-1943) = Joseph und seine Brüder
    • As Histórias de Jacó (1933)
    • O Jovem José (1934)
    • José no Egito (1936)
    • José, o Provedor (1943)
  • Das Problem der Freiheit (1937)
  • Lotte in Weimar or The Beloved Returns (1939)
  • As Cabeças Trocadas (1940) = Die vertauschten Köpfe - Eine indische Legende
  • Doutor Fausto (1947) = Doktor Faustus
  • Der Erwählte (1951)
  • As Confissões do Félix Krull, Cavalheiro de Indústria (1922/1954) = Bekenntnisse des Hochstaplers Felix Krull. Der Memoiren erster Teil (não terminado)
  • O Cisne Negro (1954) - Die Betrogene: Erzählung

Fonte: Wikipédia


Tags: Thomas Mann, Nobel, escritor, romancista, ensaísta, contista, crítico social






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 15.08

  • Dia da Adesão: Em 1823 o Estado do Pará faz sua adesão à independência do Brasil.
  • Dia da Informática
  • Dia de Assunção de Nossa Senhora
  • Dia de São Tarcísio
  • Dia do Anjo Sitael
  • Dia dos Solteiros