Últimas notícias

Hoje na história

RSS
27 de maio de 2007.

RCTV sai do ar um minuto antes da meia-noite na Venezuela

Logotipo da CTV

Radio Caracas Televisión (RCTV) foi uma rede de televisão privada venezuelana com sede em Caracas, na rua Quinta Crespo. Era também chamada de El Canal Barcenas. A rede pertence à Empresas 1BC. Foi a primeira emissora de televisão da Venezuela. Em suas origens a Corporação Radiofônica Venezuelana (CORAVEN).

Foi fundada em 14 de novembro de 1953 por Wiliam H. Phelps, na Venezuela, sendo a primeira estação de televisão a sair do ar na Venezuela. A RCTV tinha a maior audiência na Venezuela, com cerca de 10 milhões de venezuelanos assistindo sua programação (45% de "share"). No mesmo canal, agora é veiculada a Televisora Venezolana Social (TVes), uma emissora de televisão de serviço público, operado pela Fundación Televisora Venezolana Social, patrocinada, principalmente, pelo Governo da Venezuela.

O fim da RCTV

O então presidente da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou em 28 de dezembro de 2006, que não iria renovar a concessão da rede Radio Caracas Television (RCTV), a quem acusava de atividades subversivas contra seu governo.

No dia 27 de Maio de 2007 a RCTV exibia um especial de 24 horas sem intervalos chamado: "Un Amigo és para siempre" (que exibia o video promocional da emissora "Un corazón que grita").

Logo depois da emissora sair do ar definitivamente os estúdios da Rádio Caracas Televisión, a RCTV, foram totalmente ocupadas por militares.

A RCTV deixou de transmitir em sinal aberto às 23h59min (GMT-4) do dia 27 de maio de 2007 entrando em seu lugar a TVes (Televisora Venezolana Social) ao ser negada a renovação de sua concessão de transmissão, alegando que a emissora teria participado na tentativa do golpe em 2002, fato abordado no documentário A Revolução Não Será Televisionada.

A novela mais assistida da Venezuela era da RCTV e não chegou a ter um fim.

O telejornal El Observador não encerrou as edições, mesmo com o fechamento da RCTV. Para isso, criou o El Observador En Linea, um canal no YouTube, para postar as edições. Atualmente El Observador está no ar pela Globovisión e pelo canal internacional da RCTV.

Em 2006 o Serviço Autônomo da Propriedade Intelectual (SAPI) emitiu uma resolução administrativa onde o uso da marca é cancelado.

Fonte: Wikipédia

 


Tags: RCTV, televisão, Chávez, censura, chavismo






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 27.06

  • Dia de N.S. do Perpétuo
  • Dia do Anjo Ierathel
  • Dia do Artista Lírico
  • Dia Internacional da Pessoa Surdocega
  • Dia Mundial do Diabético
  • Dia Nacional do Progresso
  • Dia Nacional do Vôlei