Últimas notícias

Hoje na história

RSS
20 de janeiro de 1987.

O presidente José Sarney decreta a moratória do pagamento de juros da dívida externa do Brasil


Na área econômica, o governo Sarney adotou uma política considerada bastante heterodoxa. Entre as medidas de maior destaque estão o Plano Cruzado, em 1986 que previa o congelamento geral de preços por 12 meses, e a adoção do gatilho salarial (reajuste automático de salários sempre que a inflação atingia ou ultrapassava os 20%).

No decorrer do ano o Cruzado foi perdendo sua eficiência, com uma grave crise de abastecimento, a cobrança de ágio disseminada entre fornecedores e a volta da inflação. O governo manteve o congelamento dos preços até as eleições estaduais de 1986, tentando obter os maiores dividendos políticos possíveis do plano.

A estratégia eleitoral rendeu ao PMDB sucesso nas eleições de governador em vinte e dois dos vinte e três estados brasileiros. A economia, no entanto, não resistiu ao controle estatal sobre a inflação, ao mesmo tempo em que o governo não era capaz de conter gastos. Foi lançado o Plano Cruzado II, sem que a situação melhorasse.

Esse processo culminou com a decretação da moratória, em 20 de Janeiro de 1987 - decisão considerada controversa e pela qual o Brasil sofre, até a atualidade, graves retaliações nos mercados financeiros internacionais.

Tags: Moratória, FMI, Sarney, cruzado, inflação






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 10.12

  • Dia da Declaração Internacional dos Direitos Humanos
  • Dia de São Melquíades
  • Dia Internacional dos Povos Indígenas
  • Dia Universal do Palhaço