Últimas notícias

Hoje na história

RSS
26 de janeiro de 1641.

Guerra dos Segadores: a Generalitat de Catalunya, que havia proclamado a República Catalana, obtém uma importante vitória militar na Batalla de Montjuïc

Batalla de Montjuïc (1641) por Pandolfo Reschi

A Generalidade da Catalunha (em catalão Generalitat de Catalunya) é o sistema institucional em que se organiza politicamente o autogoverno da Catalunha.

Com a Generalidade Valenciana, que é o sistema institucional análogo da Comunidade Valenciana, ambas têm as suas origens nas Deputações Permanentes criadas para governar a administração entre reuniões das Cortes Catalãs nos diferentes territórios da Coroa de Aragão.

A Guerra dos Segadores (ou Sublevação da Catalunha) foi um conflito bélico originado de uma revolta contra a presença de soldados provenientes do resto da Espanha na guerra desta contra a França. Ocorreu entre 7 de junho de 1640 e 13 de outubro de 1652.

Teve como o resultado mais duradouro, a assinatura do Tratado dos Pirinéus em que foi entregue para a França o condado de Rossilhão e metade do condado de Cerdanha, que até aquele momento faziam parte da Principado da Catalunha, pertencente à Coroa de Aragão.


Mapa do Tratado dos Pirenéus, de 1659.

O início da guerra

O início da guerra é causado pelo incômodo da presença de tropas provenientes do resto da Espanha (a Catalunha não forneceu soldados) em seu território na extensa guerra entre a França e a Espanha, chamada de Guerra dos Trinta Anos.

Na festividade de Corpus Christi (Corpo de Deus) do ano de 1640, ocorreu a morte de um ceifeiro (ou segador), que por sua vez levaram à morte do Conde de Santa Coloma (não totalmente esclarecida), que era a maior autoridade do principado. Este fato marcou o início dos conflitos.

Proclamação da República Catalã

Pau Claris, diante da Generalitat de Catalunya (nome dado ao governo central da Catalunha), proclama a República Catalã. A Generalitat obtém uma importante vitória militar na batalha de Montjuïc de 26 de janeiro de 1641.

Pouco depois falecia o líder Pau Claris e a Generalitat enfrentando uma difícil situação local e internacional, proclama o conde de Barcelona como o soberano da Catalunha, e o rei Luís XIII da França, como rei Luís I de Barcelona.

O conflito aumenta de proporções. Catalães do Norte apoiam tropas francesas em Perpignan e os catalães do sul lutam contra o domínio espanhol na Catalunha.

Esta situação é agravada pelos tratados de Paz de Vestfália de 30 de janeiro de 1648, que levam a uma guerra aberta entre a França e a Espanha, em conflito com a Generalitat, pois a Espanha tinha sua sede em Barcelona e a França tinha sua sede em Perpignan.

Em 1652 as autoridades francesas renunciaram ao domínio sobre a Catalunha, mas mantiveram o controle sobre a região de Roussillon, dividindo definitivamente a Catalunha.

Fonte: Wikipédia


Tags: Catalunha, Guerra dos Segadores, Generalitat de Catalunya






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 17.11

  • Dia da Criatividade
  • Dia de Santa Isabel da Hungria
  • Dia de São João de Castilho
  • Dia de São Roque González de Santa Cruz
  • Dia do Anjo Haheuiah
  • Dia do Tribunal de Contas
  • Dia Internacional de Sensibilização para a Prematuridade
  • Dia Internacional do Estudante
  • Dia Internacional do Não-Fumante
  • Dia nacional de combate à Tuberculose
  • Tratado de Petrópolis, o Acre é incorporado ao Brasil