Últimas notícias

Hoje na história

RSS
Sexta-Feira, 02 de Fevereiro de 1990.

Na abertura de seção legislativa do parlamento sul-africano, Frederik de Klerk declara que o apartheid havia fracassado e que as proibições aos partidos políticos, incluindo o ANC, seriam retiradas


Frederik Willem de Klerk (Joanesburgo, 18 de Março de 1936) foi presidente da África do Sul entre Setembro de 1989 e Maio de 1994. O último branco a ser presidente. De Klerk foi também o líder do Partido Nacional de Fevereiro de 1989 a Setembro de 1997.

De Klerk é conhecido por fazer terminar o regime de apartheid, a política de segregação racial da África do Sul, e transformar o seu país numa democracia permitindo à maioria negra direitos civis iguais aos brancos, asiáticos ou membros de outra qualquer etnia. Uma das medidas mais notadas foi a libertação de Nelson Mandela, ativista do Congresso Nacional Africano, que se tornaria no seu sucessor na presidência.

As suas ações valeram-lhe a atribuição do Prêmio Nobel da Paz em 1993, partilhado com Nelson Mandela.

Em 2 de Fevereiro de 1990, na abertura do parlamento, de Klerk declarou que o apartheid havia fracassado e que as proibições aos partidos políticos, incluindo o Congresso Nacional Africano (CNA), seriam retiradas. Nelson Mandela foi libertado da prisão. De Klerk seguiu abolindo todas as leis remanescentes que apoiavam o apartheid.

Tags: Racismo, apartheid






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 21.01

  • Dia de Apolo, o deus Sol (mitologia grega)
  • Dia de Santo Anastácio