Últimas notícias

Hoje na história

RSS
10 de março de 1952.

Fulgencio Batista lidera um bem sucedido golpe de estado em Cuba


Rubén Fulgencio Batista y Zaldívar (Banes, 16 de janeiro de 1901 - Marbella, 6 de agosto de 1973) foi quem ostentou o poder de fato em Cuba de 1933 a 1940 e o presidente oficial do país de 1940 a 1944 e novamente de 1952 a 1959, como ditador. Foi deposto por Fidel Castro em 1959 e obteve exílio permanente na Ilha da Madeira e no Estoril em Portugal e depois na Espanha, morrendo em Guadalmina, Espanha.

No primeiro período de seu governo entre 1933 e 1944, exerceu um governo forte. Batista consolidou o seu poder concentrando em si todas as nomeações para os cargos públicos. Durante o primeiro mandato de Batista, Cuba cooperou com os aliados na Segunda Guerra Mundial e declarou guerra ao Japão, Alemanha e Itália.

Em 10 de Março de 1952 regressou ao poder, novamente através de um golpe militar. Passou então a governar como um verdadeiro ditador, contando com o reconhecimento diplomático e apoio militar dos EUA. Instaurou um regime autoritário, mandando prender os seus opositores e restringindo as liberdades através do controle da imprensa, da universidade e do congresso, usando métodos terroristas e fazendo fortuna para si e para seus aliados.

O regime de Batista foi derrubado em 1º de janeiro de 1959 por um ataque de forças rebeldes comandadas por Fidel Castro.

Tags: Cuba, Castro, Fulgencio Batista, golpe, revolução






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 20.10

  • Dia de Santa Iria
  • Dia do Anjo Rochel
  • Dia do Arquivista
  • Dia do Poeta
  • Dia Internacional do Chef de Cozinha
  • Dia Internacional do Controlador de Tráfego Aéreo
  • Dia Mundial e Nacional da Osteoporose