Últimas notícias

Hoje na história

RSS
10 de junho de 1942.

Durante a Segunda Guerra Mundial, soldados nazistas chacinam 340 habitantes da Vila de Lídice, na Tchecoslováquia

Homens massacrados na Fazenda Horák em Lidice.

Lídice (Lidice em língua checa, Liditz em alemão) é um pequena cidade da antiga Tchecoslováquia, hoje República Tcheca, famosa durante a Segunda Guerra Mundial quando foi totalmente destruída e a grande maioria de seus habitantes assassinados pelos alemães como vingança pela morte de seu comandante e segunda maior autoridade nas SS nazistas, Reinhard Heydrich.

O atentado contra Heydrich

Na manhã de 27 de maio de 1942, Heydrich saiu no seu carro, acompanhado pelo seu motorista, para apanhar um avião até Berlim. Kubis e Gabcik esperavam a postos numa curva entre as ruas Kirchmayer e V Holesóvickach, onde supostamente o carro passaria devagar. Gabcik utilizava uma pistola-metralhadora Sten de fabricação britânica, que deveria disparar contra o Mercedes-Benz do Protektor – mas a arma travou.


A Mercedes-Benz W142 de Heydrich destruída após o atentado que resultou em sua morte.

Reagindo à falha da arma do companheiro, Kubis lançou uma bomba artesanal, atingindo o carro de Heydrich, e ferindo-o gravemente quando Heydrich saía do carro para acertar contas com Gabcik – os dois receberam intenso treino no quartel de Dovercourt, Reino Unido, antes de executarem a sua missão. Com o impacto da explosão da granada, Heydrich teve o baço perfurado por estilhaços tendo mais tarde, devido à infecção, ficado com septicemia.

Embora fosse socorrido imediatamente, morreu uma semana depois, em 4 de junho de 1942, num hospital (a sua morte foi causada pela falta de penicilina, cuja fórmula os alemães desconheciam naquela época). Quando do seu funeral, em Berlim, estava presente toda a cúpula do Terceiro Reich. Hitler declarou: "Ele foi um dos maiores nazistas, um homem com coração de ferro, um dos mais implacáveis inimigos daqueles que se opõem a este Reich". O sucessor de Heydrich no comando do Sicherheitsdienst, Ernst Kaltenbrunner, não mediu esforços em dar continuidade às políticas desse departamento, sendo condenado à morte pela forca nos Julgamentos de Nuremberg, em 1946.

Massacre e genocídio

Enraivecido pela morte de um de seus seguidores mais leais, Adolf Hitler ordenou ao substituto de Heydrich que fizesse de tudo e não poupasse vidas para achar os responsáveis pela morte do oficial nazista e se vingar dos tchecos.

Seguiu-se uma retaliação sangrenta e generalizada das tropas nazistas contra a população civil tcheca. Em 10 de junho de 1942, aconteceria aquela que se tornaria a mais tristemente famosa por sua crueldade. A pequena vila de Lídice, uma comunidade dedicada à mineração, perto da capital, foi cercada por tropas nazistas, impedindo a saída de seus moradores. Todos os habitantes homens com mais de quinze anos foram separados de mulheres e crianças, colocados em um celeiro e fuzilados em pequenos grupos no dia seguinte. As mulheres e crianças da cidade foram todas enviadas para o campo de concentração feminino de Ravensbruck, onde a grande maioria viria a morrer de tifo e exaustão pelos trabalhos forçados. Após o assassinato e o desterro de toda a população, a cidade inteira foi demolida por explosivos e deixada apenas em terra, aplainada por tratores. Os alemães espalharam grãos e cevada pelo chão de toda a área para transformá-la em pasto e a riscaram dos mapas da Europa. Cerca de 340 habitantes de Lídice morreram no massacre alemão, 173 homens, 60 mulheres e provavelmente 88 crianças. Uma outra pequena aldeia de Lezaky a este de Praga, também foi destruída e seus habitantes executados.


Homens massacrados na Fazenda Horák em Lidice.

A vingança alemã causou perto de 1500 mortes em toda a Tchecoslováquia e se estendeu a parentes e amigos de resistentes, integrantes da elite do país suspeitos de deslealdade e fatos como o de Lídice, que foi escolhida para o massacre por ser reconhecidamente uma vila hostil aos conquistadores e suspeita de ser ponto de reunião dos assassinos de Heydrich (que acabariam se suicidando em Praga quando estavam prestes a serem presos pela SS).

Diferente de outros crimes de guerra que os nazistas cometiam na época e mantinham em segredo, a propaganda alemã fez questão de anunciar publicamente ao mundo os eventos de Lídice, como uma ameaça e um aviso à população cativa da Europa então ocupada pela Alemanha. A notícia causou uma onda de terror e indignação mundial e a propaganda britânica aproveitou o fato para alardear os crimes do Terceiro Reich e fez um filme sobre o genocídio, “A Vila Silenciosa”.


Poster da propaganda de guerra britânica sobre Lídice.

Lídice na atualidade

Lídice tornou-se um símbolo da crueldade nazista durante a guerra e diversos países batizaram cidades e vilas com o seu nome, para que ela jamais fosse esquecida, como era a intenção de Adolf Hitler, inclusive no Brasil, no estado do Rio de Janeiro. Mulheres nascidas no pós-guerra também foram batizadas com o nome de Lídice por seus pais.

Mesmo tendo sido totalmente apagada do mapa, Lídice foi novamente reconstruída e ampliada em 1949, a setecentos metros da área onde havia o vilarejo destruído pelos nazistas, mantido virgem como um campo santo e o terreno onde existiu é marcado apenas por um memorial - onde queima uma chama eterna - oficialmente denominado como monumento nacional pelo governo tcheco.


O local onde se situava a vila de Lídice, hoje um campo santo e um memorial nacional.

Fonte: Wikipédia


Tags: Segunda Guerra Mundial, Oradour-sur-Glane, Lídice, Vietnã, Guerra, My Lai, massacre, Guerra do Vietnã, Dia D






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 23.08

  • Dia de Santa Rosa de Lima
  • Dia do Anjo Laoviah
  • Dia do Combate à Injustiça