Últimas notícias

Hoje na história

RSS
11 de março de 1641.

O exército de guaranis, organizado pelos jesuítas espanhóis no território das Reduções, derrota uma bandeira de escravagistas paulistas na 'Batalha de M'Bororé'

A Batalha de M’bororé

Batalha de M'Bororé foi uma batalha ocorrida em 11 de março de 1641 na América do Sul vencida pelos guaranis. Esta foi a batalha mais relevante da história da América colonial e constitui um episódio importante na história dos trinta Pueblos, as missões jesuíticas na América, também chamadas de reduções, localizadas no Paraguai.

Uma bandeira de escravistas paulistas com três mil homens adentrou o território das Reduções com a finalidade de destruir definitivamente as missões jesuíticas e cortar as vias de comunicação espanholas entre os povoados paraguaios e o Alto Peru.

Os guaranis, avisados por sentinelas avançadas, preparam-se para receber os atacantes. Na confluência entre o rio Uruguai e o rio M'bororé, na atual Província de Misiones na Argentina, os bandeirantes paulistas foram derrotados por um exército de guaranis - organizado pelos jesuítas - de cerca de quatro mil homens. Morreram na batalha mais de dois mil homens.

O episódio foi decisivo para o futuro da província paraguaia que, graças aos guaranis, permaneceu assim sob o controle do reino da Espanha. Depois desta batalha as incursões de bandeirantes paulistas foram cada vez mais raras e menos agressivas. De sua parte os jesuítas continuaram a manter uma força armada, com plena autorização da coroa espanhola, que se dera conta da eficácia e da importância do exército guarani e da necessidade estratégica das Reduções.

Segundo o professor Gianpaolo Romanato, professor na Universidade de Pádua, esta batalha teve maior importância histórica que a Batalha de Little Bighorn, ocorrida a 25 de junho de 1876, que resultou na vitória dos Lakotas e dos Cheyennes do norte, que aniquilaram um destacamento da cavalaria norte-americana comandado pelo general George Armstrong Custer. Foi a maior derrota do exército americano durante as chamadas Guerras Indígenas.


Massacre de Custer na Batalha de Litle Big Horn, Montana —
25 de junho de 1876
, artista desconhecido.

Pouco se sabe sobre este "esquecido" mas importantíssimo confronto entre bandeirantes e índios guaranís. Nunca houve, por nem uma das partes envolvidas, o interesse de contá-la, pois para os bandeirantes foi uma batalha perdida, e assim sendo, preferiu-se esquece-la. Por sua vez, os espanhóis, não costumavam enaltecer os feitos indígenas. Os Padres jesuítas, que foram os organizadores da batalha, foram mais tarde dizimados por portugueses e espanhóis.

Maiores detalhes podem ser encontrados em: http://www.oni.escuelas.edu.ar/2002/misiones/alto-uruguay/mborore.htm,

Pela sua importância, assim escreveu Félix Luna:

Hay batallas que sólo sirven para entretener a historiadores. Pero hay otras que fueron realmente importantes y a veces no son las más difundidas. Por ejemplo la batalla de Mbororé, que nadie recuerda hoy y sin embargo ha sido la mas trascendente acción bélica de nuestra historia puesto que impidió que la actual Mesopotamia argentina fuera hoy territorio brasileño.

Há batalhas que só servem para entreter os historiadores. Mas há outras que eram realmente importantes e, por vezes, não são as mais difundidas. Por exemplo, a Batalha de M’bororé, que ninguém se lembra na atualidade, mas sem dúvida alguma foi a ação militar mais importante da nossa história, uma vez que impediu a atual Mesopotâmia Argentina, fosse hoje território brasileiro.

Félix Luna


Episódio da batalha em águas do rio Uruguai, no local denominado ‘Vuelta de M’bororé’.

Fonte: Wikipédia


Tags: Guarani, Batalha de M'Bororé, Redução Jesuíta, Little Bighorn, jesuítas, Custer, George Armstrong Custer, Cavalo Louco, Touro Sentado






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 22.11

  • Dia da Cidadania e de Luta contra a Discriminação
  • Dia de Santa Cecília
  • Dia do Anjo Reyel
  • Dia do Bem-aventurado Tomás Reggio
  • Dia do Músico e da Música
  • Dia do Reciclador e da Reciclagem de Lixo