Últimas notícias

Hoje na história

RSS
23 de março de 1965.

A NASA lança a Gemini 3, o primeiro vôo espacial norte-americano tripulado por duas pessoas (Virgil Grissom e John Young)

John Young e Gus Grissom

O Projeto Gemini foi o segundo projeto de exploração espacial realizado pela NASA, antecedido pelo Projeto Mercury, e ao qual se seguiu o Projeto Apollo. No projeto, realizaram-se diversas pesquisas sobre o comportamento dos tripulantes e as máquinas no espaço, particularmente manobras de acoplamento em órbita terrestre e atividades extraveiculares (habilidades consideradas importantes para o voo até a Lua).

A NASA anunciou em 7 de dezembro de 1961 o plano de estender o programa espacial de voos tripulados, desenvolvendo uma nave espacial para dois tripulantes. O projeto foi iniciado oficialmente em janeiro de 1962 com o nome de Gemini.

A nave Gemini era um melhoramento da pequena nave Mercury (com capacidade para um astronauta). A cápsula tinha 5,8 m de comprimento e 3 m de diâmetro, pesando 3810 kg. O projeto usou como lançador o foguete Titan 2.


Lançamento da Gemini 3

As Missões

Gemini 1

  • 8 de abril de 1964 - 12 de abril de 1964
  • Tempo de Voo: 4 dias
  • Número de órbitas: 74
  • O primeiro voo do programa Gemini (não-tripulado)

Gemini 2

  • 19 de janeiro de 1965
  • Tempo de Voo: 18 minutos e 16 segundos
  • Número de órbitas: 0
  • Teste de voo Sub-Orbital da nave Gemini

Gemini 3

  • 23 de março de 1965
  • Tripulação: Virgil Grissom e John Young
  • Tempo de Voo: 4 horas, 52 minutos e 2 segundos
  • Número de órbitas: 3
  • O primeiro voo tripulado do programa Gemini

Gemini 4

  • 3 de junho de 1965 - 7 de junho de 1965
  • Tripulação: James McDivitt e Edward White
  • Tempo de Voo: 4 dias, 52 minutos e 31 segundos
  • Número de órbitas: 62
  • Primeira caminhada espacial de um norte americano

Gemini 5

  • 21 de agosto de 1965 - 29 de agosto de 1965
  • Tripulação: Gordon Cooper e Charles Conrad
  • Tempo de Voo: 7 dias, 22 horas , 55 minutos e 14 segundos
  • Número de órbitas: 120
  • A Gemini 5 estabelece novo recorde para duração de um voo tripulado espacial.

Gemini 7

  • 4 de dezembro de 1965 - 18 de dezembro de 1965
  • Tripulação: Frank Borman e James Lovell
  • Tempo de Voo: 13 dias, 18 horas, 35 minutos e 1 segundo
  • Número de órbitas: 206
  • O objetivo da missão era estudar os efeitos da ausência de gravidade em um longo prazo

Gemini 6

  • 15 de dezembro de 1965 - 16 de dezembro de 1965
  • Tripulação: Walter Schirra e Thomas Stafford
  • Tempo de Voo: 1 dia, 1 hora, 51 minutos e 24 segundos
  • Número de órbitas: 16
  • A missão, apesar do número, foi lançada onze dias após a Gemini 7, devido a atrasos provocados pela explosão de um foguete-alvo Agena, pouco após o lançamento de Cabo Canaveral. O encontro em órbita ocorreu entre a Gemini 6 e a Gemini 7. Ambas as naves voaram em formação por 20 horas. Esta missão permitiu testar manobras e abordagem técnica que seriam usadas no programa Apollo.

Gemini 8

  • 16 de março de 1966 - 17 de março de 1966
  • Tripulação: Neil Armstrong e David Scott
  • Tempo de Voo: 10 horas, 41 minutos e 26 segundos
  • Número de órbitas: 7
  • Primeira acoplagem com Agena; defeito quase ocasionou desastre e perda dos astronautas; primeiro pouso de emergência do programa espacial

Gemini 9

  • 3 de junho de 1966 - 6 de junho de 1966
  • Tripulação: Thomas Stafford e Eugene Cernan
  • Tempo de Voo: 3 dias, 2 horas, 34 minutos e 31 segundos
  • Número de órbitas: 59
  • três diferentes tipos de rendez-vous; 44 órbitas completadas

Gemini 10

  • 18 de julho de 1966 - 21 de julho de 1966
  • Tripulação: John Young e Michael Collins
  • Tempo de Voo: 2 dias, 22 horas, 46 minutos e 39 segundos
  • Número de órbitas: 43
  • Primeiro uso dos sistemas propulsores da Agena; rendez-vous com veículo Gemini 8; Collins fica 49 minutos em atividades extraveiculares e 39 minutos para recuperar experimento na Agena

Gemini 11

  • 12 de setembro de 1966 - 15 de setembro de 1966
  • Tripulação: Charles Conrad, Jr. e Richard Gordon
  • Tempo de Voo: 2 dias, 23 horas, 17 minutos e 8 segundos
  • Número de órbitas: 44
  • Recorde de altitude da Gemini (1.189,3 km); rendez-vous e acoplagem com Agena

Gemini 12

  • 11 de novembro de 1966 - 15 de novembro de 1966
  • Tripulação : James Lovell e Buzz Aldrin
  • Tempo e Voo: 3 dias, 2 horas, 34 minutos e 31 segundos
  • Número de órbitas: 59
  • Último voo do Projeto Gemini; Aldrin executa uma atividade extraveicular de 5 horas


Os astronautas John Young e Gus Grissom subindo a rampa para o elevador que os levará à nave espacial para a primeira missão tripulada Gemini

A Gemini 3

Gemini 3 foi o primeiro voo tripulado do Projeto Gemini da NASA, ocorrido em 23 de março de 1965. A missão consistiu de três orbitas em volta da Terra para testes de equipamento. Este foi o único voo do programa a receber um nome distintivo, Molly Brown, dado pelo astronauta e comandante da missão Virgil Grissom.

Missão

Esta primeira missão foi uma missão para testes no espaço da cápsula Gemini. O astronauta 'Gus' Grisson batizou a cápsula de Molly Brown, em alusão ao musical da época na Broadway, The Unsinkable Molly Brown (A Inafundável Molly Brown), por causa de sua primeira missão espacial durante o Projeto Mercury, o programa anterior ao Gemini, quando ao regressar à Terra na cápsula Liberty Bell 7, quase se afogou no Oceano Atlântico, devido a um problema na porta da cápsula, que explodiu, levando a nave ao fundo do mar, com Grisson salvando-se por pouco.


Grissom é levado à segurança após o naufrágio da Liberty Bell 7

No teste de manuseabilidade do novo equipamento, durante as órbitas do curto voo, os astronautas ligaram os foguetes para modificar sua posição em órbita e voar em altitudes mais baixas. Além de um problema com a câmara fotográfica devido a lentes impróprias colocadas nela, que não permitiu a cobertura de imagens planejadas, da falha no estudo do efeito da microgravidade em echinoideas e de um incidente com um sanduíche de rosbife levado a bordo por John Young, que causou uma reprimenda aos astronautas na volta, a missão cumpriu seus objetivos, mesmo com uma pequena falha nos propulsores do sistema de manobras no começo da missão.

O pouso no mar ocorreu 84 km distante do local planejado, porque os testes no túnel de vento anteriores ao voo fizeram previsões incorretas da capacidade da nave de corrigir automaticamente os desvios de curso na reentrada. Grissom e Young esperaram por mais de uma hora e meia dentro da cápsula fechada, até serem recolhidos pelo porta-aviões USS Intrepid.

A nave

A cápsula Gemini 3 encontra-se em exposição no Memorial Grissom, situado dentro de um parque perto de Mitchell, no estado de Indiana, cidade natal de Gus Grisson, construído depois da morte do astronauta durante os testes para a missão Apollo 1, em 27 de janeiro de 1967.


A cápsula Gemini 3 (The Molly Brown), em exposição no Spring Mill State Park.

Fonte: Wikipédia


Tags: NASA, espaço, Apollo, Projeto Gemini, Gemini 3, John Young, Virgil Grissom, Projeto Mercury






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 17.08

  • Dia da Festa de Obaluaiê
  • Dia de São Jacinto
  • Dia do Anjo Mahasiah
  • Dia do Patrimônio Histórico