Últimas notícias

Hoje na história

RSS
Terça-Feira, 22 de Março de 2004.

Ahmed Yassin, co-fundador e líder do grupo palestino Hamas e seus guarda-costas são mortos na Faixa de Gaza atingidos por mísseis Hellfire lançados por um helicóptero AH-64 Apache da Força Aérea Israelense


O xeque Ahmed Yassin (Ashkelon, Negev, 1936 - Gaza, 22 de março de 2004) foi um líder político e religioso do Hamas, fundador e referência espiritual do grupo.

Nasceu numa aldeia, hoje em Israel, e tinha 12 anos quando sua família se refugiou em Gaza. Ficou tetraplégico aos 14 anos, ao fraturar a coluna em uma queda, durante uma partida de futebol.

No Cairo, onde estudou religião, encantou-se com a Irmandade Muçulmana. De volta a Gaza, tornou-se um respeitado educador por mais de duas décadas. Em 1987, com a eclosão da Primeira Intifada, Yassin ajudou a fundar o Hamas. O xeque, um clérigo que, com sua voz branda, proferia inflamados sermões, desempenhava um papel fundamental para convencer os seguidores do grupo a promoverem ataques suicidas contra judeus.

As suas atividades levaram-no à prisão perpétua, tendo sido libertado em 1997, resultado de uma troca por dois agentes da Mossad (serviço secreto de Israel), capturados em solo jordaniano quando tentavam assassinar outro integrante do Hamas, Khalid Meshal.

O principal líder do grupo terrorista islâmico Hamas, o xeque Ahmed Yassin, morreu em um ataque israelense. Ele tinha 67 anos e foi atingido ao sair, em sua cadeira de rodas, da mesquita onde havia feito suas orações matinais, em Gaza. Outras sete pessoas morreram e cerca de 20 ficaram feridas, incluindo dois filhos do xeque.



Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 29.07

  • Dia de Santa Marta
  • Dia do Anjo Harahel

Agenda do dia - 29.07

  • 18:00 às 24:00 Sanduíche Aberto no BOX 21 - Rua Carlos von Koseritz, 304 - reservas (51) 3325-5121