Últimas notícias

Hoje na história

RSS
25 de março de 1933.

Os sindicatos são suprimidos na Alemanha nazista


Na Alemanha nazista foram extintos os sindicatos livres em 25 de março de 1933. Também foram extintos os contratos coletivos e o direito de greve. Os sindicatos foram substituídos pela Frente do Trabalho, chefiada por Robert Ley, que admitia assalariados e empregados e também patrões e membros de profissões liberais, tornando-se a maior organização partidária da Alemanha com 25 milhões de membros, possuindo uma excessiva burocracia, por consequência em torno de 20% a 25% de sua renda era gasta com sua administração.

A renda anual das contribuições obrigatórias dos operários para Frente do Trabalho chegou a US$ 160 milhões em 1937 e US$ 200 milhões em 1939. Na realidade a Frente do Trabalho não defendia realmente os operários, seu objetivo, conforme a lei, não era proteger o operário, mas “criar uma verdadeira e produtiva comunidade social. (...) Sua missão consistia em verificar se todo indivíduo seria capaz de (...) realizar o máximo de trabalho possível”. A Frente do Trabalho não era uma organização independente, mas subordinada ao Partido Nacional Socialista Alemão dos Trabalhadores (PNSAT), que conforme a lei de 24 de outubro de 1933 devia ser formada de funcionários do partido, da SA, SS, ou outros órgãos nazistas.


Tags: Nazismo, sindicato, Hitler, Robert Ley, sindicatos






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 20.10

  • Dia de Santa Iria
  • Dia do Anjo Rochel
  • Dia do Arquivista
  • Dia do Poeta
  • Dia Internacional do Chef de Cozinha
  • Dia Internacional do Controlador de Tráfego Aéreo
  • Dia Mundial e Nacional da Osteoporose