Últimas notícias

Hoje na história

RSS
09 de março de 1862.

Guerra Civil norte-americana: Ocorre a primeira batalha entre navios encouraçados da história, onde o USS Monitor da União enfrentou o CSS Virginia da Confederação


A Guerra de Secessão (também conhecida como Guerra Civil Americana) foi uma guerra civil ocorrida nos Estados Unidos da América entre 1861 e 1865. Foi o conflito que causou mais mortes de norte-americanos, num total de estimado em 970 mil pessoas - dos quais 618 mil eram soldados - cerca de 3% da população americana à época. As causas da guerra civil, seu desfecho, e mesmo os próprios nomes da guerra, são motivos de controvérsia e debate até os dias de hoje.

A Guerra de Secessão consistiu na luta entre 11 Estados Confederados do Sul latifundiário, aristocrata e defensor da escravidão, contra os Estados do Norte industrializado, onde a escravidão tinha um peso econômico bem menor do que no Sul. Estas diferenças estão entre as principais causas da guerra e têm origem ainda no período colonial: enquanto o desenvolvimento do Norte estava ligado à necessidade de crescimento do mercado interno e do estabelecimento de barreiras protecionistas, o crescimento Sulista era baseado precisamente no oposto, ou seja: o liberalismo econômico que abria todo o Mundo às agro-exportações e com mão de obra escrava (de origem africana) como base da produção.

Ao longo das primeiras décadas do século XIX, a imigração em massa e intensa industrialização fizeram com que o poderio do Norte crescesse economicamente e ampliasse politicamente sua participação no governo. Grandes tensões políticas e sociais desenvolveram-se entre o Norte e o Sul. Em 1860, Abraham Lincoln, um republicano contra a escravidão, venceu as eleições presidenciais americanas. Lincoln, ao assumir o posto de presidente, cognominou os Estados Unidos de Casa Dividida.

Em 1861, ano do início da guerra, o país consistia em 19 estados livres, onde a escravidão era proibida, e 15 estados onde a escravidão era permitida. Em 4 de Março, antes que Lincoln assumisse o posto de presidente, 11 Estados escravagistas declararam secessão da União, e criaram um novo país, os Estados Confederados da América. A guerra começou quando forças confederadas atacaram o Fort Sumter, um posto militar americano na Carolina do Sul, em 12 de Abril de 1861, e terminaria somente em 28 de Junho de 1865, com a rendição das últimas tropas remanescentes da Confederação.

A frente marítima

A União dispunha de uma grande vantagem desde o início da guerra, que era o controle da Marinha americana. No início da guerra, alguns navios da União atracados ou fundeados em portos confederados foram capturados, mas a grande maioria permaneceu sob controle da União.

A capacidade industrial da União, além disso, permitiu que esta construísse rápida e eficientemente vários navios de guerra. Em 1861, a Marinha da União tinha cerca de nove mil marinheiros, 90 navios (42 em comissão) e um orçamento anual de 12 milhões de dólares. No final da guerra, esta Marinha tinha 56 mil marinheiros, 626 navios, dos quais 65 eram encouraçados, e um orçamento anual de 123 milhões de dólares.

O bloqueio econômico e militar no mar da Confederação tornou-se eficiente, porém, somente a partir do final de 1863. Falta de alimentos e outros itens causados pelo bloqueio, em conjunto com o fato de que boa parte da produção agropecuária sulista era desviada para uso militar, criou hiperinflação e distúrbios.

A Confederação, no início da guerra, possuía poucas unidades navais de combate, sendo formada basicamente por aqueles navios capturados em portos confederados. Os confederados, porém, conseguiram construir uma Marinha através da compra de navios europeus, da captura de navios da União e também pela construção própria.

A primeira batalha entre navios encouraçados da história ocorreu em 9 de março de 1862, onde o USS Monitor da União enfrentou o CSS Virginia da Confederação.

Estes também produziram submarinos. Um deles, o Hunley, que afundou o USS Housatonia, em meados de 1863. Foi a primeira vez na história militar que um submarino afundou outra embarcação naval.

Diversos navios confederados destacaram-se por seus feitos. O CSS Sumter afundou 18 navios nortistas em 1862, e o CSS Florida capturou 37 navios em 1863, no Oceano Atlântico. O CSS Shenandoah capturou 38 navios do norte no Oceano Pacífico. O navio mais famoso da Confederação foi o CSS Alabama, que afundou 69 navios da União entre 1862 e 1864, até ser afundado pelo USS Keargage, em junho de 1864. O aumento dos preços de seguros nos Estados Unidos levou à séria deterioração da marinha mercante americana, cujos efeitos perdurariam até meados do século XX.

O bloqueio econômico e militar da Confederação começou a surtir grande efeito a partir de 1864. Navios da Confederação não conseguiam mais quebrar este bloqueio com sua Marinha. Gradualmente, cidades portuárias importantes da Confederação foram capturadas pela União. Ao final da guerra, apenas o porto de Galveston, Texas, permanecia livre e nas mãos dos confederados.

Tags: Guerra da secessão, Guerra Civil norte-americana, marinha, encouraçado






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 21.07

  • Dia de São Daniel
  • Dia do Anjo Hahasiah
  • Dia Internacional do Trabalhador Doméstico