Últimas notícias

Hoje na história

RSS
Sexta-Feira, 08 de Maio de 2008.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) fundiram-se, dando origem a uma nova instituição batizada de BM&FBovespa


A “Bolsa de Mercadorias e Futuros” (BM&F) era a maior bolsa brasileira até sua fusão com a Bovespa originando a “BM&F Bovespa”.

Eram negociados contratos de mercadorias (principalmente commodities) e derivativos, a vista ou para pagamento futuro. Localizava-se na cidade de São Paulo, e operava principalmente com taxa de câmbio, taxa de juros, café, açúcar, soja, gado bovino, milho e ouro.

É uma sociedade mercantil criada por empresas, corretoras de valores e bancos em geral. Mas, diferentemente da Bovespa, não negocia ativos mercantis societários (ações).

Em 26 de Março de 2008 a Bovespa anunciou oficialmente o início do processo de fusão com a BM&F. A “Nova Bolsa”, nome da nova instituição que surgiu com a fusão, é a terceira maior do mundo, e a segunda das Américas, em valor de mercado.

A Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&FBovespa S.A.) é a bolsa oficial do Brasil. Sediada em São Paulo, a BM&FBovespa é a segunda maior bolsa de valores das Américas e a terceira maior do mundo. Em 8 de maio de 2008, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) fundiram-se, dando origem a uma nova instituição batizada de BM&FBovespa.

A BM&FBovespa está ligada a todos as bolsas de valores brasileiras, incluindo a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro (BVRJ), onde são negociados apenas títulos. O indicador de referência da BM&FBovespa é o Ibovespa.

Tags: Bolsa de valores, mercadorias, bolsa, economia, BM&F, Bovespa






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 19.01

  • Dia de São Sebastião / Oxóssi
  • Dia do Farmacêutico
  • Dia do Fusca