Últimas notícias

Hoje na história

RSS
Segunda-Feira, 21 de Abril de 1985.

Morre Tancredo Neves, Presidente eleito do Brasil que não chegou a assumir o cargo

Tancredo Neves
Tancredo de Almeida Neves (São João del-Rei, 4 de março de 1910 — São Paulo, 21 de abril de 1985) foi um político brasileiro. Em 15 de janeiro de 1985 foi eleito presidente do Brasil pelo Colégio Eleitoral, mas não chegou a tomar posse no cargo.

Formou-se em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), tendo exercido o cargo de promotor-público. Foi casado com Risoleta Guimarães Tolentino, com quem teve três filhos. Recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra. Aécio Neves, atual governador de Minas Gerais, é seu neto.

Tancredo havia se submetido a uma agenda de campanha bastante extenuante, articulando apoios do Congresso Nacional e dos governadores estaduais e viajando ao exterior na qualidade de presidente eleito da República. Mas também vinha sofrendo fortes dores no estômago, durante os dias que antecederam a posse. Aconselhado por médicos a procurar tratamento, teria dito: Façam de mim o que quiserem - depois da posse. Tancredo temia que os militares mais reacionários se recusassem a passar o poder ao vice-presidente. Porém, a sua saúde não resistiu e, na véspera da posse (14 de março de 1985), adoeceu com fortes dores abdominais sequenciais durante uma cerimônia religiosa no Santuário Dom Bosco. Foi às pressas internado no Hospital de Base de Brasília.

José Sarney assumiu a Presidência em 15 de março, aguardando o restabelecimento de Tancredo. Mas, devido às complicações cirúrgicas ocorridas, o estado de saúde se agravou, e teve de ser transferido em 26 de março para o Hospital das Clínicas de São Paulo. Durante todo o período em que ficou internado, Tancredo sofreu sete cirurgias. No entanto, em 21 de abril (na mesma data da morte de Tiradentes), os aparelhos de circulação e respiração artificial que o mantinham em estado vegetativo foram desligados e Tancredo faleceu vítima de infecção generalizada, aos 75 anos.

A morte de Tancredo foi tristemente anunciada pelo porta-voz, Antônio Britto, então porta voz oficial do Palácio do Planalto. “Lamento informar que o Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Tancredo Neves, faleceu esta noite no Instituto do Coração, às 10 horas e 23 minutos.”

A lei nº 7465, de 21 de abril de 1986, determinou, em seu artigo 1º, que Tancredo Neves passaria o figurar na Galeria dos que foram ungidos pela nação brasileira para a suprema magistratura, para todos os efeitos legais.

Tags: Tancredo, redemocratização, colégio eleitoral, Sarney






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 23.08

  • Dia de Santa Rosa de Lima
  • Dia do Anjo Laoviah
  • Dia do Combate à Injustiça