Últimas notícias

Hoje na história

RSS
22 de abril de 1407.

Morre Olivier de Clisson, o Carniceiro, Condestável de França


Olivier de Clisson, o Carniceiro (23 de Abril 1336 – 22 de Abril 1407) foi um nobre bretão que atingiu o cargo de Condestável de França durante a Guerra dos Cem Anos. Era inicialmente um aliado dos ingleses comandados por Eduardo III da Inglaterra, mudando mais tarde a sua lealdade para França.

Clisson nasceu como herdeiro de uma família de senhores locais vassalos do Ducado da Bretanha, uma zona chave no desenrolar da Guerra dos Cem Anos.

O seu pai, Olivier de Clisson como ele, foi executado sem julgamento em 1343, por ordens de Filipe VI da França por alegadamente espionar a favor da Inglaterra. Após sua morte, a sua mulher Joana de Belleville levou a sua cabeça de volta para a Bretanha, para a exibir perante o filho e lhe arrancar um voto perpétuo de ódio aos franceses.

Clisson foi então para Londres, onde foi educado na corte inglesa segundo os princípios de vingança contra a França defendidos pela mãe. Um dos seus companheiros do exílio da juventude foi João de Montfort futuro Duque da Bretanha, mas apesar da proximidade de idade e de condição desfavorável, os dois detestaram-se mutuamente desde então. Clisson era, no entanto, seu vassalo e foi ao serviço de Montfort que iniciou a sua carreira militar, destacando-se, por exemplo, na batalha de Auray. A sua arma preferida era um machado de duas lâminas que empregava com uma ferocidade sobre os inimigos que lhe valeu a alcunha de “O Carniceiro”. Foi ainda durante esta fase da sua vida que perdeu um olho em combate, o que levou à sua segunda alcunha: “O Zarolho”

Tags: Carniceiro, zarolho, Guerra dos Cem Anos, Auray, Montfort






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 14.10

  • Dia de São Calisto I
  • Dia do Anjo Anauel
  • Dia Nacional da Pecuária