Últimas notícias

Hoje na história

RSS
26 de abril de 2005.

Sobre pressão internacional, a Síria começa a retirada dos últimos 14000 militares do Líbano, terminando assim 29 anos de ocupação militar desse país


Após a retirada israelense do Líbano, ocorrida em 2000, nasceram pressões para a retirada das tropas sírias do país.

O presidente sírio, Bashar al-Assad, filho e sucessor de Hafez al-Assad, eleito em 2001, iniciou a retirada de alguns contingentes sírios no mesmo ano, reduzindo o número de efetivos de 30 mil para 15 mil soldados.

Com a nova administração de George W. Bush, iniciada em 2001, e seu projeto neoconservador, os norte-americanos deixaram de apoiar a presença síria no Líbano. Depois das resoluções da ONU que se imiscuíram na política interna do Líbano e o assassinato do ex-primeiro-ministro Rafic Hariri, em 14 de Fevereiro de 2005, um fervor nacional percorreu o Líbano, com milhares de pessoas nas ruas exigindo a total retirada das tropas sírias, o que ocorreria a 26 de Abril de 2005.

Este movimento patriótico ficou conhecido por “Revolução dos Cedros” e teve a colaboração mais ou menos ativa de todas as confissões religiosas no país.

Tags: Líbano, Israel, Cedros






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 17.09

  • Dia da Compreensão Mundial
  • Dia de São Narciso
  • Dia do Anjo Menadel
  • Dia Nacional do Portador de Deficiência Visual