Últimas notícias

Hoje na história

RSS
Quarta-Feira, 12 de Maio de 1943.

Segunda Guerra Mundial: Rendição do Afrika Korps na Tunísia


O Deutsches Afrikakorps (ou simplesmente Afrika Korps ou DAK) é o conjunto das forças nazistas na Líbia durante a Campanha do Norte da África na Segunda Guerra Mundial. Foi formado a 19 de Fevereiro de 1941, após o OKW (Comando das forças armadas da Alemanha nazista) ter decidido enviar uma força expedicionária para ajudar o exército italiano, que tinha sido alvo da contraofensiva britânica, a Operação Compasso. A força expedicionária alemã, comandada por Erwin Rommel, no início consistia do 5º Regimento Panzer e de várias outras pequenas unidades.

A filosofia central de Rommel era atacar primeiro, com rapidez, mobilidade, surpreendendo e desorientando o inimigo. Devido às características da guerra no deserto, o avanço de grandes distâncias, empurrando o inimigo para trás de suas linhas, era possível, utilizando-se da surpresa e do poder de fogo concentrado.

O calcanhar de Aquiles era a logística de suprimentos, extremamente dificultada, já que os italianos, responsáveis pelo abastecimento das tropas, tinham que atravessar o mediterrâneo com seus navios para abastecer as tropas do Afrikakorps, e para dificultar ainda mais a operação logística, os desembarques de suprimentos e combustíveis ocorriam em Benghazi ou Trípoli, tendo que percorrer longas distâncias em caminhões até a frente de batalha, mesmo tendo sido conquistados Tobruk e Mersa Matruh, posições mais avançadas. Algum reabastecimento de combustível via aérea foi feito pela Luftwaffe, mas em geral inexpressivo, pois esta também não vivia seus melhores momentos. Também a frente africana não era a prioridade do alto comando alemão, portanto não foram realizados os maiores esforços no sentido de atender as necessidades dessa frente.

Algumas unidades se tornaram notáveis em combate, incluindo a 15 ª Divisão, 21ª Divisão Panzer, divisão inicialmente criada como uma divisão de infantaria e, lentamente, atualizada para uma divisão totalmente motorizada. A seguir foi redefinida como 90ª Divisão Ligeira Afrika. Outras como 164ª Divisão Ligeira Afrika, a 999ª Divisão Ligeira Afrika, e também a 334ª Divisão de Infantaria, e da Brigada Luftwaffenjäger-1 ou Fallschirmjäger-Ramcke Ramcke Parachute Brigade (Brigada de Paraquedistas Ramcke, em homenagem a seu comandante Hermann-Bernhard Ramcke). Havia também oito divisões italianas (das dez divisões italianas no norte da África), sob o comando de Rommel no Exército Panzer Afrika, incluindo duas divisões blindadas, duas divisões motorizadas, três divisões de infantaria, e a Divisão de Paraquedistas Folgore.

Partindo de Trípoli, o Afrikakorps correu a costa do norte da África, derrotando os ingleses, passando pela Cirenaica, Gazala, Tobruk, indo em direção ao Egito, onde pretendia tomar posse de fontes combustíveis que ajudariam o Afrikakorps a manter seus tanques rodando. A essa altura, os ingleses vinham reestruturando suas forças no Egito, visando um contra ataque. Essa reestruturação deveu-se principalmente ao plano de arrendamento fechado com os Estados Unidos, conseguido com muito tato por Churchill, onde Montgomery começa a receber muitos tanques Sherman´s e todo tipo de material bélico e suprimentos. Passamos já da metade de 1942, a virada Britânica deu-se em El Alamein, onde os combustíveis do Afrikakorps praticamente acabam, e a ofensiva passa a ser dos ingleses. Começa então o caminho de volta para o Afrikakorps, sem que este tivesse tido autorização do Führer para reorganizar atrás das linhas (a famosa ordem de Hitler - Vitória ou morte) até a rendição do que sobrou do exército de Rommel em Medjez el Bab, em 12 de maio de 1943. Rommel encontrava-se já fora do teatro africano, em fevereiro de 1943, internado em um hospital na Alemanha.

Em 7 de abril de 1943, ao final dos combates, o destino e a história registraria um fato que tentaria mudar o destino da Segunda Guerra Mundial. Um caça-bombardeiro inglês, mergulha e atinge o carro que conduzia o Tenente-Coronel Stauffenberg (Claus Schenk Graf von Stauffenberg), que comandava uma retirada. O mesmo tomba gravemente ferido, sendo socorrido imediatamente por um carro-hospital que acompanhava a retirada. Os homens da Blindada 90 (Regimento de Artilharia Blindada 90) acompanharam sem saber que aquele homem entraria para a história. O Tenente-Coronel Stauffenberg foi o autor do atentado contra Adolf Hitler em 1944, que ficou conhecido como Atentado de 20 de julho e foi retratado no filme de 2008, Valkyrie (Operação Valquíria), onde o ator Tom Cruise interpreta o papel de Claus Stauffenberg.

O Deutsches Afrikakorps rendeu-se aos aliados em 12 de maio de 1943, nos arredores de Túnis, na atual Tunísia.



Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 27.11

  • Dia do Técnico da Segurança do Trabalho
  • Dia Internacional da Luta Contra o Câncer
  • Dia de Nossa Senhora das Graças
  • Dia do Anjo Lehahiah

Agenda do dia - 27.11

  • 18:00 às 00:00 Jantar no BOX 21 - Rua Carlos von Koseritz, 304 - reservas (51) 3325-5121
  • 22:30 às 23:00 Programa PontoNet (inédito) na POATV Canal 6 da Net em Porto Alegre