Últimas notícias

Hoje na história

RSS
23 de maio de 1932.

Revolução Constitucionalista de 1932: são mortos os estudantes paulistas Miragaia, Martins, Dráusio e Camargo; surge a sigla "MMDC" utilizada como bandeira pelos paulistas


M.M.D.C. é o acrônimo pelo qual se tornou conhecido o levante revolucionário paulista, em virtude das iniciais dos nomes dos estudantes paulistas Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo, mortos pelas tropas federais num confronto ocorrido em 23 de maio de 1932, que antecedeu e originou a Revolução Constitucionalista de 1932. Atualmente, os restos mortais dos estudantes estão sepultados no mausoléu do Obelisco do Ibirapuera, em São Paulo. Em 1932, o Brasil estava vivendo um período da ditadura varguista em que o país se encontrava sem uma Constituição que formasse uma identidade nacional. Não havia Congresso Nacional, assembleia legislativa nem câmaras municipais. Contra isso a sociedade paulista começou a se organizar e os estudantes paulistas prepararam uma série de manifestações contra Getúlio Vargas que eclodiram pela capital paulista, em um clima crescente de revolta no dia 23 de maio daquele ano. Um grupo tentou invadir a Liga Revolucionária - organização favorável ao regime e que ficava situada nas proximidades da Praça da República. Os governistas resistiram com armas e acabaram matando os jovens: Mário Martins de Almeida, Euclides Miragaia, Dráusio Marcondes de Sousa e Antônio Camargo de Andrade. Três se encontravam mortos ao final do confronto, o quarto morreu em virtude dos ferimentos, algum tempo depois. Um quinto ferido, o estudante Orlando de Oliveira Alvarenga, morreu algumas semanas depois e, por este motivo, não teve seu nome associado ao movimento. As iniciais de Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo serviram para formar a sigla MMDC que passou a representar uma organização civil clandestina, que, entre outras atividades, oferecia treinamento militar. A esse episódio seguiu-se uma intensa campanha de alistamento voluntário, a 10 de julho, em diversos postos distribuídos pelo estado e veio a culminar com a Revolução Constitucionalista de 1932. Alguns historiadores utilizam a sigla MMDCA em homenagem a Orlando de Oliveira Alvarenga, ferido juntamente com seus colegas Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo, mas que veio a falecer em agosto de 1932 em razão dos ferimentos. Para homenageá-lo, o governo do Estado criou o Colar Cruz de Alvarenga e dos Heróis Anônimos. Em 13 de janeiro de 2004, foi promulgada a Lei Estadual 11.658, denominando o dia 23 de maio como Dia dos Heróis MMDCA, em homenagem a Orlando de Oliveira Alvarenga, alvejado também em 23 de maio e que veio a falecer em 12 de agosto de 1932.

Tags: Revolução, Vargas, varguismo, Getúlio, getulismo






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 26.05

  • Dia de N. Sra. de Caravaggio
  • Dia de São Filipe Néri
  • Dia do Revendedor Lotérico
  • Dia Nacional do Combate ao Glaucoma
  • Dia Nacional do Museu