Últimas notícias

Hoje na história

RSS
29 de janeiro de 1964.

Lançado o filme de Stanley Kubrick 'Dr. Strangelove' ou, no Brasil, 'Dr. Fantástico' com Peter Sellers

Dr. Strangelove (Dr. Fantástico) (Peter Sellers)

Dr. Strangelove é uma comédia de humor negro dirigida por Stanley Kubrick. Baseado no romance Red Alert (também conhecido como Two Hours to Doom), um thriller da Guerra Fria de Peter George. O filme satirizou a tensão nuclear vivida pelo mundo à época.

Traduzido como Dr. Estranhoamor em Portugal e Dr. Fantástico no Brasil, possui um dos maiores títulos da história do cinema: Dr. Strangelove or: How I Learned to Stop Worrying and Love the Bomb. O título em português seria, numa tradução livre, algo como: Dr. Estranhoamor: Como aprendi a parar de me preocupar e amar a bomba.

Sinopse:

Convencido de que os comunistas estão poluindo os preciosos fluidos corporais da América, o General Jack D. Ripper (Sterling Hayden) um militar enlouquecido, ordena um ataque nuclear a União Soviética.


General Ripper explica ao Capitão Mandrake como ele descobriu o complô comunista para poluir "preciosos fluidos corporais" da América.

Seu ajudante, Capitão Lionel Mandrake (Peter Sellers), desesperadamente procura uma maneira de cancelar o ataque. Enquanto isso, o presidente dos EUA, Merkin Muffley (Sellers mais uma vez), pega o telefone de emergência para convencer o bêbado premiê soviético a impedir a retaliação soviética e o ataque em si, pois tudo não passava de um erro terrível. Nesse ponto o premiê soviético informa da existência de uma máquina que seria acionada se seu país fosse atacado, desencadeando a destruição do planeta.


Presidente Merkin Muffley (Peter Sellers)

Mas sua intenção de evitar o conflito falha quando o major T. J. “King” Kong (Slim Pickens), comandante e piloto do bombardeiro B-52, consegue escapar ao cerco e lança uma Bomba Nuclear sobre a União Soviética.


Cena do major T. J. "King" Kong (Slim Pickens ) “cavalgando” uma bomba atômica.

Assim, um conselheiro do presidente norte-americano (e ex-cientista nazista) Dr. Fantástico (Sellers outra vez) confirma a existência da temida Máquina do Juízo Final -- um secreto dispositivo soviético de retaliação que garante acabar com a raça humana de uma vez por todas!


Dr. Strangelove (Dr. Fantástico) (Peter Sellers).

Papéis múltiplos de Peter Sellers

A Columbia Pictures concordou em financiar o filme com a condição que Peter Sellers interpretasse pelo menos quatro papéis de destaque nele. A condição teria surgido a impressão do estúdio que muito do sucesso de Lolita (1962), o filme anterior de Kubrick, teria sido devido à performance de Sellers, na qual seu único personagem assume diversas identidades. Sellers também teve três papéis no filme The Mouse That Roared, de 1959. Kubrick aceitou a exigência, afirmando que "estas estipulações vulgares e grotescas são o sine qua non da indústria cinematográfica”.

Sellers acabou por interpretar apenas três dos quatro papéis que lhe foram escritos; também deveria interpretar o major da aeronáutica T. J. "King" Kong, comanda do B-52 Stratofortress, porém Sellers achou que sua carga de trabalho já estava excessiva, e que não saberia recriar com precisão o sotaque texano do personagem. Kubrick insistiu, e chegou mesmo a pedir ao roteirista Terry Southern, criado no Texas, que lhe gravasse as falas utilizando o sotaque característico; Seller chegou mesmo a aprende-lo e iniciou a filmar as cenas no avião, porém acabou torcendo seu tornozelo e teve de interromper os trabalhos no espaço apertado do cockpit cenográfico.

Sellers teria improvisado boa parte de seu diálogo enquanto Kubrick incorporava estes improvisos ao texto escrito para que fizessem parte do roteiro canônico, uma técnica conhecida como "retro-roteirização" (retroscripting).


Wernher von Braun, em foto com braço engessado, o que possivelmente originou a ideia do braço "problemático" do Dr. Fantástico, interpretado por Peter Sellers.

Elenco principal

  • Peter Sellers — Lionel Mandrake/Presidente Merkin Muffley/Dr. Strangelove
  • George C. Scott — general Buck Turgidson
  • Sterling Hayden — general Jack D. Ripper
  • Slim Pickens — major T. J. "King" Kong, comandante e piloto do bombardeiro B-52
  • James Earl Jones — tenente Lothar Zogg
  • Keenan Wynn — coronel "Bat" Guano
  • Peter Bull — embaixador soviético Alexei de Sadesky.
  • Shane Rimmer — capitão "Ace" Owens, copiloto do B-52.
  • Tracy Reed — senhorita Scott

Recepção

O filme foi escolhido para ser preservado pelo Registro Nacional de Filmes (National Film Registry) dos Estados Unidos. Em 2000, os leitores da revista Total Film votaram-no como a 24ª maior comédia de todos os tempos. É um dos poucos filmes a terem recebido a classificação de 100% "Fresh" no site Rotten Tomatoes, e é considerado o 15º melhor filme de todos os tempos pelo site TopTenReviews Movies. Obteve a sexta posição na tabela de melhores de todos os tempos da seção de vídeo/DVD do site Metacritic, com uma média de 96, e atualmente ocupa a 30ª posição na lista de maiores filmes de todos os tempos do Internet Movie Database.

O crítico de cinema americano Roger Ebert colocou Dr. Strangelove em sua lista de Grandes Filmes, afirmando que ele é "possivelmente a melhor sátira política do século". Também obteve o quinto lugar na lista das melhores direções do cinema feito pelo Instituto de Cinema do Reino Unido (British Film Institute), sendo a única comédia entre os dez primeiros.

A Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos considerou o filme "culturalmente significativo" em 1989, e o escolheu para ser preservado no Registro Nacional de Filmes. Foi classificado como o terceiro filme na lista AFI's 100 Years…100 Laughs, que mostra os 100 principais filmes de comédia dos Estados Unidos de acordo com o American Film Institute.

Premiações:

  • Recebeu quatro indicações ao Oscar, nas seguintes categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator (Peter Sellers) e Melhor Roteiro Adaptado.
  • Ganhou três prêmios no BAFTA, nas seguintes categorias: Melhor Filme Britânico, Melhor Filme e Melhor Direção de Arte em um Filme Britânico. Recebeu ainda outras 3 indicações, nas seguintes categorias: Melhor Ator Britânico (Peter Sellers), Melhor Ator Estrangeiro (Sterling Hayden) e Melhor Roteiro de um Filme Britânico.
  • Ganhou o Prêmio Bodil de Melhor Filme Americano.

Fonte: Wikipédia


Tags: filme, cinema, guerra fria, bomba atômica, Dr. Strangelov, Dr. Fantástico, Peter Sellers






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 22.08

  • Dia da Nossa Senhora Rainha
  • Dia do Anjo Aladiah
  • Dia Internacional do Folclore