Últimas notícias

Hoje na história

RSS
08 de agosto de 1999.

O boxeador brasileiro Acelino Freitas (Popó) conquista o título campeão mundial super-penas


Acelino Freitas, mais conhecido como Popó (Salvador, 21 de Setembro de 1975) é um pugilista brasileiro, campeão mundial em duas categorias do Boxe.

Lutando contra as dificuldades do boxe no Brasil, onde o esporte não tem a popularidade que goza noutros países, Popó por diversas vezes queixa-se da falta de patrocínio. Apesar disto, o país ostenta, em 2006, dois campeões mundiais, ambos da Bahia: Acelino e Valdemir Pereira (conhecido pelo apelido de Sertão).

Popó tem uma carreira vitoriosa, iniciada profissionalmente em 1995, onde já conquistou quatro Cinturões de campeão, dos quais os principais foram: Super-Penas (1999, pela WB0); Unificado Super-Pena (2002, pela WBA) e dos Leves (2004, pela WB0), agora reconquistado. Foram 38 vitórias (32 por nocaute) e uma derrota (ocorrida quando de sua separação de Eliana, contra o norte-americano Diego Corrales, em 2004).

Em 30 de abril de 2006 reconquistou o cinturão da categoria dos Leves, pela Organização Mundial de Boxe, OMB (em inglês WBO), contra o americano Zahir Raheen (numa luta de doze assaltos, vencida por pontos, no placar de 2 a 1 dos três jurados).

No dia 8 de agosto de 1999, em Le Cannet, na França, Popó tornou-se campeão mundial de boxe na categoria Super-Pena quando iria completar 24 anos. Seu primeiro título conquistado pela Organização Mundial de Boxe (WBO) demorou menos de dois minutos de luta. Ele arrasou o russo Anatoli Alexandrov, que se interpunha entre ele e o título mundial dos Super-Pena. Os golpes de Popó foram quase mortais, que deixaram o russo de 32 anos e 35 vitórias anteriores, em estado de pré-coma, carregado direto para o hospital.


Tags: Boxe, pugilismo, Popó, Acelino Freitas






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 17.10

  • Dia da Indústria Aeronáutica Brasileira
  • Dia de Santo Inácio de Antioquia
  • Dia do Anjo Manakel
  • Dia do Eletricista
  • Dia Nacional da Vacinação