RicardoOrlandini.net - Informa e faz pensar - Hoje na história - Rodrigo Bórgia é eleito o Papa Alexandre VI

Últimas notícias

Hoje na história

RSS
11 de Agosto de 1492.

Rodrigo Bórgia é eleito o Papa Alexandre VI

Alexandre VI, 214º Papa da Igreja Católica

Papa Alexandre VI, nascido Rodrigo Bórgia, italianizado a Roderico Borgia (Valência, 1º de janeiro de 1431 – Roma, 18 de agosto de 1503) foi o 214º Papa da Igreja Católica Apostólica Romana eleito em 11 de agosto de 1492. Foi consagrado em 26 de agosto de 1492, e faleceu em 18 de agosto de 1503. Adotou o nome de Rodrigo Bórgia ao chegar à Itália.

Natural de Valência, após estudar em Roma, acompanhou seu primo Luis Juan de Milà y Borja à Universidade de Bolonha, onde se graduou em Leis.

O nome de sua família foi elevado à cátedra do Vaticano com a eleição do seu tio materno, Afonso Bórgia, como Papa Calisto III, por quem foi feito cardeal. Foi sucessivamente elevado a cargos de mais qualidade: bispo, cardeal e vice-chanceler da Igreja. Tornou-se um grande diplomata após servir à Cúria Romana durante cinco pontificados; adquiriu experiência administrativa, influência e riqueza, mas não grande poder.

Teve várias amantes: em particular Vanozza Catarei e Giulia Farnese, mulher de seu primo Orsino Orsini Migliorati.

Eleição

Rodrigo Bórgia usou sua fortuna e promessas para comprar a maior parte dos votos dos vinte e três cardeais quando se realizou o conclave para definir a sucessão do papa Inocêncio VIII. No conclave houve três candidatos: ele próprio, Ascanio Sforza e Giuliano della Rovere. Reuniram-se em agosto de 1492, na capela apelidada Capela Sistina, por ter sido construída pelo papa Sisto IV, adornada com obras-primas de Botticelli, Pinturicchio, Ghirlandaio e Michelangelo. A eleição foi definida na madrugada de 10 para 11 de agosto de 1492. Deu-se a coroação em 26 de agosto de 1492. Rodrigo Bórgia tinha então 60 anos, e adotou o nome de Alexandre VI (em latim, Alexander VI). Notoriamente, recebeu a infeliz distinção de ser considerado, por muitos, o pior de todos os papas.

Morte

Morreu provavelmente por envenenamento, alguns historiadores alegam ter sido o seu próprio filho Cesare, a o matar, tendo sido também envenenado só que aparenta ter sobrevivido. Seu funeral foi breve e sem grandes comemorações, tendo sido sepultado com a seguinte epígrafe em seu túmulo na Espanha: "Aqui Jaz Alexandre VI, que foi papa". O seu túmulo encontra-se na igreja de Santa Maria in Monserrato.

Fonte: Wikipédia


Tags: Papa, vaticano, igreja, catolicismo






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 16.08

  • Dia de São Estevão
  • Dia de São Roque
  • Dia do Anjo Elemiah
  • Dia do Filósofo