Últimas notícias

Hoje na história

RSS
17 de dezembro de 2011.

Morre João Clemente Jorge Trinta, o carnavalesco Joãosinho Trinta

Joãosinho Trinta

João Clemente Jorge Trinta, o Joãosinho Trinta (São Luís, 23 de novembro de 1933 - São Luís, 17 de dezembro de 2011) foi um artista plástico e famoso carnavalesco brasileiro.

Até os 18 anos de idade viveu em São Luís do Maranhão, onde trabalhou como escriturário. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1951.

Começou sua carreira carnavalesca no Salgueiro, onde foi campeão, como assistente, em 1965, 1969 e 1971.

Após a saída dos carnavalescos Fernando Pamplona e Arlindo Rodrigues, foi promovido a carnavalesco da escola onde fez dupla com a artista plástica Maria Augusta no carnaval de 1973, com o enredo "Eneida: Amor e Fantasia".

Já como carnavalesco-solo ganhou o bi-campeonato em 1974 com "O Rei de França na Ilha da Assombração" e em 1975 com "O Segredo das minas do Rei Salomão".

Após divergências com a diretoria salgueirense, transferiu-se para a escola de samba Beija-Flor, onde deu seu toque de genialidade com enredos ousados e luxuosos que deram à agremiação nilopolitana os títulos de 1976, 1977, 1978, 1980 e 1983, além de vários vice-campeonatos, entre eles os de 1986 com "O mundo é uma bola" e o de 1989 com "Ratos e Urubus, Larguem a Minha Fantasia" gerando controvérsias com a Igreja Católica ao tentar levar ao desfile uma imagem do Cristo Redentor caracterizado como mendigo.

Também foi campeão nos Grupos de Acesso com as escolas Império da Tijuca e Acadêmicos da Rocinha, além de ter feito carnavais para escolas de São Paulo. No ano de 1984 foi responsável pelos figurinos da E.S. Turunas do Riachuelo, de Juiz de Fora - MG, que completava 50 anos de fundação, ficando em 3º lugar no carnaval da cidade.

Após problemas de saúde transferiu-se para a escola de samba Unidos do Viradouro, onde ganhou o título do carnaval de 1997 com o impactante "Trevas! Luz! A explosão do Universo".

Teve passagem marcante na Grande Rio com o 3ºlugar inédito para a escola em 2003.

Em 11 de julho de 2006, após sofrer dois AVCs (acidente vascular cerebral), foi internado no Rio de Janeiro e, vinte dias depois, transferido para o Hospital Sarah Kubitschek, de Brasília, de onde teve alta em 19 de outubro.

Em 2006 se transferiu definitivamente para o Distrito Federal onde foi agraciado com o título de Cidadão Honorário de Brasília e em 2010, concorreu a deputado distrital, mas não conseguiu se eleger.

Morreu no dia 17 de dezembro de 2011 devido a insuficiência respiratória e renal em São Luís, Maranhão. Em sua homenagem, no dia 21 de dezembro (três dias depois de sua morte), seu nome foi anunciado como nome da Cidade do Samba, que reúne as principais escolas de samba do Rio de Janeiro.


Tags: carnaval, carnavalesco






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 20.09

  • Dia da Revolução Farroupilha
  • Dia de Santa Fausta
  • Dia do Anjo Rehael
  • Dia do Coletor de Lixo
  • Dia do Funcionário Municipal
  • Dia do Funcionário Policial Civil
  • Dia do Gaúcho
  • Dia Internacional da Limpeza (UNESCO)