Últimas notícias

Hoje na história

RSS
27 de agosto de 1961.

Leonel Brizola, governador do Rio Grande do Sul, afirma que garante a posse de João Goulart “à bala, se for preciso”


Em 25 de agosto de 1961, Jânio Quadros havia renunciado ao cargo, enquanto João Goulart, vice-presidente, estava em visita à China. O Brasil viveu momentos de instabilidade nunca vista desde 1954. Os militares, sob influência direta dos Estados Unidos, que temiam ver no Brasil um governo de linha popular-esquerdista, possivelmente uma nova Cuba, impediram o vice-presidente de assumir o cargo como mandava a lei.

Leonel Brizola, então governador do Rio Grande do Sul, inicia um movimento de resistência, pregando a legalidade, ou seja, a posse de Jango (como João Goulart ficou conhecido). Brizola falava ao povo pela rádio Guaíba e iniciou o movimento denominado a rede da legalidade. Os discursos de Brizola eram transmitidos a partir de um estúdio montado no porão do palácio, sob orientação do engenheiro Homero Simon, que cuidou para que rádios do interior retransmitissem a programação. Em ondas curtas, a legalidade alcançava ouvintes em outros estados.

Tags: Legalidade, Brizola, João Goulart, Jango






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 28.03

  • Dia de São Guntrano
  • Dia do Diagramador e do Revisor