RicardoOrlandini.net - Informa e faz pensar - Hoje na história - Na cidade de Búfalo, no estado de Nova Iorque, Leon Czolgosz, um anarquista, atira contra o presidente McKinley, dos Estados Unidos, que morre dias depois

Últimas notícias

Hoje na história

RSS
06 de Setembro de 1901.

Na cidade de Búfalo, no estado de Nova Iorque, Leon Czolgosz, um anarquista, atira contra o presidente McKinley, dos Estados Unidos, que morre dias depois

Czolgosz atira no Presidente McKinley com um revólver escondido. Desenho feito por T. Dart Walker.

O assassinato de William McKinley, o 25º presidente dos Estados Unidos, ocorreu em 6 de setembro de 1901 quando foi fatalmente ferido dentro do Temple of Music na Exposição Panamericana em Buffalo, Nova Iorque. McKinley estava cumprimentando o público quando foi baleado pelo anarquista Leon Czolgosz. O presidente morreu em 14 de setembro de gangrena causada por seus ferimentos.

McKinley havia sido reeleito em 1900. Ele gostava de se encontrar com o público e estava relutante em aceitar a segurança disponível. George B. Cortelyou, secretário particular do presidente, temia que uma tentativa de assassinato fosse ocorrer durante a visita ao Temple of Music, tirando o evento duas vezes da agenda de McKinley. O presidente colocou a visita de volta nas duas ocasiões.


McKinley chega no Temple of Music. Esta é sua última fotografia.

Adeptos da filosofia política anarquista já haviam assassinado líderes estrangeiros anteriormente. Czolgosz tornou-se anarquista após ter perdido o emprego durante o Pânico de 1893. Considerando McKinley um símbolo da opressão, ele achou que era seu dever assassiná-lo. Não tendo conseguido chegar perto do presidente no início da visita, Czolgosz atirou duas vezes em McKinley enquanto este estendia sua mão para cumprimentá-lo na fila da recepção no Temple of Music. Uma bala passou de raspão, e a outra entrou no abdômen e nunca foi encontrada.

McKinley inicialmente parecia estar se recuperando, mas sua saúde piorou em 13 de setembro quanto seus ferimentos começaram a gangrenar; ele morreu na manhã seguinte. O vice-presidente Theodore Roosevelt o sucedeu na presidência. Após o assassinato de McKinley, pelo qual Czolgosz foi executado na cadeira elétrica, o Congresso dos Estados Unidos aprovou uma legislação encarregando oficialmente o Serviço Secreto com a segurança do presidente.


Czolgosz atira no Presidente McKinley com um revólver escondido. Desenho feito por T. Dart Walker.

Fonte: Wikipédia


Tags: William McKinley, assassinato de William McKinley, atentado, assassinato, presidente dos Estados Unidos






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 20.08

  • Dia de São Bernardo
  • Dia do Anjo Cahethel
  • Dia do Maçom