Últimas notícias

Hoje na história

RSS
06 de setembro de 0394.

Teodósio I derrota o usurpador Eugênio na Batalha do Rio Frígido

A Batalha do rio Frígido em uma gravura de Janez Vajkard Valvasor (1689).

A Batalha do Rio Frígido foi travada em 6 de setembro do ano 394 d.C., nas proximidades do rio Soca (em italiano, rio Isonzo), na atual Eslovênia, entre as forças do imperador do Oriente Teodósio I e do usurpador do trono do ocidente Eugênio, que na verdade era um fantoche do general de origem bárbara Arbogasto.

As forças de Teodósio era composta também de visigodos comandados por Alarico I, vândalos comandados por Estilicão e até hunos.

No início da batalha, Teodósio posicionou as forças de seus aliados godos na frente de seu exército para absorver o impacto do ataque do inimigo e também descansar suas legiões, mas na verdade o imperador queria mesmo que seus aliados bárbaros perdessem o maior número de vidas possíveis e embora os visigodos lutassem pela vida estavam sendo derrotados pelas forças de Eugénio, tanto que no dia seguinte, Teodósio se encontrava em situação difícil aconteceu um fato que foi considerado um milagre. Caiu uma grande tempestade com um vento inesperado soprando com violência contra as tropas inimigas, anulando seus ganhos e quase cegando-as, então as legiões de Teodósio atacaram e empurram o inimigo, que fugiu em desordem a ponto que Eugênio, Arbogasto e Nicômaco Flaviano foram mortos.

A vitória foi comemorada como o segundo triunfo do cristianismo contra os pagãos, uma repetição da realizada na ponte Mílvio por Constantino I. Mas logo após a batalha, Teodósio se apresentou em Milão e Ambrósio lhe proibiu de receber os sacramentos até que fossem atendidas suas petições de clemência para com os vencidos.


A Batalha do Rio Frígido em uma gravura de Janez Vajkard Valvasor (1689).

Consequências

Com a vitória, o Império Romano voltou a ser governado por um único homem pela última vez, pois no ano seguinte após a morte de Teodósio I, o império seria dividido definitivamente pelos dois filhos do imperador. Mas a batalha também teve uma consequência trágica para os romanos, pois Alarico rei dos godos, ao constatar que suas tropas foram destroçadas em batalha e que seus homens na verdade serviram de bucha de canhão, considerou um traição por parte de seus aliados romanos, a ponto que o se dirigir para os Balcãs para iniciar uma onda de saques e desordens, embora fossem detidos por Estilicão, agora chefe supremo do exército romano, em dezesseis anos os godos teriam tanta força que devastariam e derrotariam os romanos na Itália. Estilicão foi morto em 22 de agosto de 408 acusado de traição pelo fraco e incompetente imperador do ocidente Honório, selando assim o destino do império Romano do Ocidente. Em 24 de agosto de 410, os visigodos saquearam a própria Roma.

Fonte: Wikipédia

 

 


Tags: Batalha do Rio Frígido, Batalha do Rio Frigidus, batalha, Rio Frigidus, Teodósio, Eugênio






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 16.10

  • Dia da Ciência e Tecnologia
  • Dia de Santa Edwiges
  • Dia do Anestesiologista
  • Dia do Anjo Damabiah
  • Dia Mundial da Alimentação
  • Dia Mundial do Pão