Últimas notícias

Hoje na história

RSS
30 de Agosto de 1922.

Guerra de Independência da Turquia: termina a Batalha de Dumlupınar, última grande batalha da Guerra Greco-Turca de 1919-1922

Estátua no alto do memorial à Batalha de Dumlupınar

A Batalha de Dumlupinar foi a última batalha da Guerra Greco-Turca de 1919-1922, parte da ;; o confronto, que envolveu as tropas da Grécia e as forças turcas de Kemal Atatürk, foi travado entre 26 a 30 de agosto de 1922 próximo a Afyonkarahisar, na Turquia.

Logo após o confronto no rio Sakarya (Batalha de Sakarya), em agosto e setembro de 1921, as tropas gregas lideradas pelo general Anastasios Papoulas recuaram à linha defensiva que se estendia da cidade de ?zmit (Nicomédia) às cidades de Eski?ehir e Afyonkarahisar.

A linha grega formava um arco de 700 quilômetros na direção norte-sul, ao longo de um terreno difícil e montanhoso chamado de tepes, tradicionalmente considerado como de fácil defesa. Uma única ferrovia ligava Afyonkarahisar a Dumlup?nar, uma cidade fortificada a 30 quilômetros a oeste da primeira, cercada pelas montanhas Murat Dag? e Ah?r Dag?, e seguia adiante até Esmirna (?zmir), no litoral; esta ferrovia era a principal rota de abastecimento das tropas gregas.

O quartel-general grego, em Esmirna, estava incapacitado de se comunicar com a frente de batalha ou de exercer controle operacional sobre as tropas.

A Batalha:

O ataque turco se iniciou contra o flanco meridional do trecho próximo a Afyonkarahisar, na manhã de 26 de agosto de 1922. Observadas por Mustafa Kemal, Fevzi Paxá, Ismet Inounu e Nureddin Paxá de cima do Kocatepe, um monte vizinho, as armas turcas silenciaram as baterias gregas ao derrubar os postos de observação..

A infantaria turca então avançou, diante de oposição ferrenha, obtendo ganhos significativos no terreno.

A vitória ocorreu no dia seguinte, quando o 4ª Corpo turco, liderado pelo general Sami, conquistou os picos do Erkmentepe, a 1.500 metros de altitude, enquanto Fahrettin liderou sua cavalaria diante da retaguarda dos gregos, que debandaram.

O general Frangou, que comandava a 1ª Divisão grega recuou para oeste a partir de Dumlup?nar, perdendo contato com o Corpo ‘A'. Os comandantes gregos, Tricoupis e Dighenis recuaram para Dumlupinar, enquanto suas tropas, desintegradas, fugiram para Esmirna. Os turcos fecharam o cerco a Dumlupinar em 30 de agosto de 1922.

Fevzi e Mustafa Kemal comandaram as duas colunas que cercaram a cidade. Tricoupis e Dighenis, que tentavam escapar rumo ao norte pelas encostas de Murat Dağı, rumo ao vale de Banaz, foram cercados na noite de 2 para 3 de setembro.

Consequencias

Os turcos perseguiram os gregos por 400 quilômetros, até Esmirna, que foi incendiada à medida que o exército e a população civil grega a abandonava. As últimas tropas gregas deixaram a Anatólia em 16 de setembro 1922. O Armistício de Mudanya foi assinado pela Turquia, Itália, França e Grã-Bretanha em 11 de outubro de 1922, e a Grécia foi forçada a aceitar os seus termos em 14 de outubro.

Para celebrar esta vitória, o dia 30 de agosto é comemorado como Dia da Vitória (Zafer Bayramı), um feriado nacional na Turquia. Milhões de cidadãos turcos hasteiam a bandeira da Turquia neste dia, em lembrança daqueles que arriscaram e deram suas vidas pela pátria.

Fonte: Wikipédia


Tags: Guerra de Independência da Turquia, Batalha de Dumlupinar, Guerra, Turquia, Grécia, Guerra Greco-Turca de 1919-1922






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 22.09

  • Data da Juventude do Brasil
  • Dia da Banana
  • Dia da Defesa da Fauna
  • Dia de São Maurício
  • Dia do Anjo Hahahel
  • Dia do Ciclista
  • Dia do Contador
  • Dia Mundial Cidade sem meu Carro