Últimas notícias

Hoje na história

RSS
23 de fevereiro de 1447.

Morre o Papa Eugênio IV

Eugênio IV, 207º Papa da Igreja Católica

O Papa Eugênio IV, OSA, (Veneza, 1383 — Roma, 23 de fevereiro de 1447), nascido Gabriele Condulmer, foi o 207º Papa da Igreja Católica Apostólica Romana eleito em 3 de março de 1431, como sucessor do Papa Martinho V, sendo consagrado a 11 de março de 1431. Faleceu a 23 de fevereiro de 1447.

Homem severo e de índole "feroz como um tigre", era temido pela sua ampla correção e pela "justa palavra". Morreu vítima de envenenamento.

A tradição atribui a este pontífice a instituição de ampla distribuição da Hóstia consagrada na casa dos enfermos graves.

Nascido em Veneza, eleito em 3 de março de 1431 como sucessor do Papa Martinho V (1417-1431), que decretou o fim dos Antipapas residentes antes em Avignon e depois em Pisa.

Descendente de uma nobre família de Veneza era sobrinho do Papa Gregório XII.

Eleito, proclamou o 17º Concílio Ecumênico em Basileia. Depois de sofrer pressões para dissolver o Concílio de Basileia (1431), fugiu de Roma em 4 de maio de 1434.


Fuga do papa Eugênio IV, por Pio Joris - 1883, Galeria Nacional de Arte Moderna, em Roma.

O Papa Eugênio IV, pelas bulas Sicut Dudum, de 13 de janeiro de 1435, Dudum Cum ad nos, de 31 de julho de 1436, Rex Regnum, de 8 de setembro de 1436 e ainda a Preclaris Tuis de 25 de maio de 1437, renovou a concessão a Duarte I de Portugal e de todas as terras que conquistasse na África, desde que o território não pertencesse a príncipe cristão. Em 1437 transferiu-o para Ferrara  e mais tarde para Florença.


O Papa Eugênio IV,

Esses documentos da Igreja Católica Romana, na prática, proibiam a escravidão de cristãos, mas incentivaram o tráfico de escravos pelos portugueses, de quem não fosse cristão com o intuito de convertê-los ao cristianismo.

Declarando a supremacia do Papa sobre os concílios, os adversários e os padres conciliares elegeram (1439) o Antipapa Félix V, Amadeu VIII de Saboia, o último verdadeiro antipapa da história. Graças ao apoio de Afonso de Aragão, investido por ele para o Reino de Nápoles, pôde retornar de forma triunfal a Roma em 26 de setembro de 1443, após nove anos de ausência.

O 207º Papa morreu em 23 de fevereiro de 1447 em Roma, e foi sucedido pelo Papa Nicolau V (1447-1455).

Fonte: Wikipédia


Tags: Papa, vaticano, igreja, catolicismo, escravos, escravidão






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 17.10

  • Dia da Indústria Aeronáutica Brasileira
  • Dia de Santo Inácio de Antioquia
  • Dia do Anjo Manakel
  • Dia do Eletricista
  • Dia Nacional da Vacinação