Últimas notícias

Hoje na história

RSS
25 de setembro de 1967.

Carlos Lacerda e João Goulart emitem nota conjunta no Uruguai defendendo a Frente Ampla


A Frente Ampla foi um grupo político reunindo Carlos Lacerda e seus antigos adversários Juscelino Kubitschek e João Goulart contra o Regime Militar de 1964 criado a partir de 1966.

As conversas com Juscelino, exilado em Lisboa, foram mediadas por Renato Archer, deputado do MDB, antes do PSD, e as conversas com Goulart, por Doutel de Andrade, do MDB, antes do PTB.

No dia 24 de setembro de 1967 Lacerda viajou para o Uruguai e no dia 25 se encontrou e divulgou nota conjunta com o presidente deposto João Goulart defendendo a Frente Ampla. O encontro teve Renato Archer como representante de Juscelino. O acordo com Goulart irritou a linha dura, que decidiu retirar o apoio a Lacerda. Também irritou Brizola, exilado no Uruguai, que emitiu nota condenando veementemente a atitude de João Goulart. Lacerda teria declarado: Hoje está comprovado que Jango não é um homem do Partido Comunista nem eu dos Estados Unidos. O acordo também teve oposição da família de Getúlio Vargas.

A Frente começou a se aproximar do movimento estudantil e trabalhista, enfatizando a luta contra a política salarial. Promoveu comícios em Santo André, em dezembro, que se tornou a maior manifestação operária do Brasil até então, e em Maringá, em abril de 1968, reunindo mais de 15000 pessoas, com apoio do movimento estudantil.

No dia 5 de abril de 1968, através da Portaria nº 177 do Ministério da Justiça, Costa e Silva proibiu todas as atividades da Frente Ampla, ordenando à Polícia Federal que prendesse a todos aqueles que violassem a proibição.

Tags: Lacerda, Jango, João Goulart, Revolução de 64, golpe militar, Frente Ampla






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 14.12

  • Dia da Bíblia Evangélica
  • Dia de São João da Cruz
  • Dia do Engenheiro de Pesca
  • Dia Nacional da Ópera
  • Dia Nacional do Ministério Público Federal