Últimas notícias

Hoje na história

RSS
02 de agosto de 1934.

Morre Paul von Hindenburg, estadista alemão


Paul Ludwig Hans Anton von Beneckendorff und von Hindenburg, universalmente mais conhecido como Paul von Hindenburg, nasceu em Poznan, Prússia, em 2 de outubro de 1847 e morreu em Neudeck em 2 de agosto de 1934, Marechal alemão e importante figura durante a Primeira Guerra Mundial, foi presidente da Alemanha de 12 de maio de 1925 a 2 de agosto de 1934. Em fins de 1932 foi convencido por Franz von Papen a chamar Hitler à chancelaria. O dirigível Hindenburg teve este nome em sua homenagem.

Sendo educado na escola de cadetes de Berlim; entrou no exército prussiano em 1866, onde esteve cerca de 40 anos, servindo na Guerra das Sete Semanas e na Guerra Franco-Prussiana.

No início da Primeira Guerra Mundial, em Agosto de 1914, já retirado da vida militar, aceitou comandar o 8º Exército Alemão na fronteira russa. Ele e o general Erich Ludendorff conseguiram uma estrondosa vitória sobre os russos na batalha de Tannenberg; nomeado marechal de campo em 1916, torna-se, com Ludendorff, responsável pela direção de todas as forças alemãs. Em Março de 1917, Hindenburg estabeleceu um sistema de trincheiras através do Norte de França, conhecido pelo nome de Linha de Hindenburg, só ultrapassado pelos Aliados em Outubro de 1918. Depois da guerra, retirou-se do exército pela segunda vez. Em 1920, nas suas memórias (em inglês Out of my life), explica que a derrota alemã na guerra teve origem numa revolução interna que pôs fim ao império alemão e estabeleceu a república em 1919.

Em 1925 foi eleito presidente da República e, apesar de pretender a unidade da Alemanha, promoveu os interesses dos junkers prussianos. Em 1932 voltou a concorrer às eleições presidenciais como o único candidato capaz de derrotar o partido nazista de Adolf Hitler, o que veio a acontecer; contudo, em 30 de Janeiro de 1933, Hindenburg viria a nomear Hitler chanceler, a quem o Reichstag (Parlamento) viria a dar poderes ditatoriais; a partir de então, Hindenburg era uma simples figura decorativa no Governo germânico.

Tags: Hitler, Nazismo, Dirigível






Opinião do internauta

  • antenor (17.05.2012 | 21.33)
    Com a morte de Hindenburg em 2 de Agosto de 1934, Hitler fundiria os cargos de Reichspräsident e Reichskanzler no novo título Führer und Reichskanzler, tornando-se chefe das forças armadas, então o exército passou à prestar um juramento de fidelidade à Hitler. Em Outubro de 1933, a Alemanha retirou-se da Sociedade das Nações, uma organização que Hitler desprezava. A Alemanha, por fim, transformou-se em um estado nacionalista, onde não-arianos e oponentes do nazismo eram excluídos da administração, e o sistema judiciário tornou-se subserviente ao nazismo. Campos de concentração foram criados para receber prisioneiros políticos, sendo durante a Segunda Guerra Mundial utilizados para reunir judeus, ciganos e eslavos. Fonte; wikipedia/ alemanha nazi
Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 22.07

  • Dia de Santa Maria Madalena
  • Dia do Anjo Imamaiah
  • Dia do Cantor Lírico