Últimas notícias

Hoje na história

RSS
14 de Abril de 2010.

O vulcão islandês Eyjafjallajökull entra em erupção, causando graves transtornos ao transporte aéreo europeu

Pluma vulcânica durante a segunda erupção, em 18 de abril de 2010.

Eyjafjallajökull é um glaciar ou geleira de menores dimensões da Islândia. Situa-se a norte de Skógar e a oeste do glaciar de maiores dimensões conhecido como Mýrdalsjökull.

A bacia do glaciar cobre um vulcão (1666 m de altura) cuja atividade eruptiva começou a ser mais frequente a partir da última idade do gelo. A penúltima erupção ocorreu em 1821-23, provocando um jökulhlaup (literalmente, "corrida glaciar") fatal. A cratera do vulcão tem um diâmetro de 3 a 4 km. O glaciar estende-se por cerca de 107 km².


Glaciar de Eyjafjallajökull, Islândia

O limite sul da montanha fez, no passado, parte da costa atlântica. Com a regressão marítima, formaram-se penhascos inclinados que originam hoje em dia um conjunto impressionante de quedas de água, sendo a mais conhecida a de Skógafoss. Se houver vento forte, a água das cascatas menores é levada pela montanha acima pelo ar.


Erupção vulcânica no Eyjafjallajökull, Islândia.

Nome

O nome Eyjafjallajökull é uma justaposição dos substantivos islandeses eyja, fjalla e jökull, respectivamente "ilha", "Vulcão" (ambos no genitivo plural) e "geleira". O termo pode ser traduzido, literalmente, como "ilha com geleira e vulcão".

Erupções recentes


Imagem da erupção em abril de 2010.

As erupções ocorridas em 2010 na geleira Eyjafjallajökull foram uma série de grandes eventos vulcânicos que iniciaram a atividade sísmica no final de 2009, dando lugar a uma erupção vulcânica que começou a 20 de março de 2010, colocando seu Índice de Explosividade Vulcânica em 1.

Uma fase da erupção, a 14 de abril de 2010, causou uma paralisação generalizada do transporte aéreo europeu, afetando milhares de voos e causando uma espécie de efeito dominó em todo o mundo.

Em Outubro de 2010 as erupções cessaram, segundo declarações de Ármann Höskuldsson, cientista do Instituto de Ciências Terrestres da Islândia, embora a área ainda esteja geotermicamente ativa e ainda haja uma possibilidade de uma nova erupção no futuro.


Quadro de pousos mostrando os voos cancelados no Aeroporto de Londres Heathrow em 16 de abril de 2010.

Efeitos da pluma vulcânica no tráfego aéreo

As cinzas vulcânicas trazidas pelos ventos são um grande perigo para as aeronaves. Por esse motivo, a segunda fase da erupção causou um grande distúrbio no tráfego aéreo europeu e mundial. Enquanto algumas cinzas foram para áreas desabitadas na Islândia, a maioria foi levada por ventos do oeste, indo parar à Europa. Os gases e cinzas reduzem a visibilidade e quando entram nas turbinas podem paralisar os motores do avião.8 Por esse motivo, seguindo as regras da IFR, Finlândia, Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Estônia, Holanda Hungria, Irlanda, Letônia, Luxemburgo, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Romênia, Suíça e os territórios de Aland e Ilhas Faroé tiveram o tráfego aéreo fechado. A Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA) estimou que a indústria aérea mundial perdeu €148 milhões por dia durante a interrupção.

Fonte: Wikipédia


Tags: Erupção, terremoto, vulcão, Islândia, Eyjafjallajökull, pluma vulcânica, IATA, tráfego aéreo, aviação






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 23.02

  • Dia da Sedução
  • Dia de São Policarpo
  • Dia do Boticário
  • Dia do Rotariano (Rotary Club)
  • Dia do Surdo-mudo