Últimas notícias

Hoje na história

RSS
04 de outubro de 1947.

Morre o físico alemão Max Planck, pai da Física Quântica

Max Planck em 1933

No dia 4 de outubro de 1947, o físico alemão Max Planck faleceu aos 89 anos na cidade de Göttingen. Em 1918, havia recebido o Prêmio Nobel pelas suas pesquisas sobre termodinâmica e a teoria quântica.

Max Planck nasceu em Kiel, a 23 de abril de 1858, e morreu em Göttingen, a 4 de outubro de 1947. Natural de uma família de juristas, inicialmente vacilou entre a carreira científica e a musical. Acabou optando pela primeira, estudando nas universidades de Munique e de Berlim. Na capital alemã, teve como mestres Hermann Helmholtz e Gustav Kirchhoff.

Embora em sua autobiografia tenha reconhecido a importância de ambos na sua formação, logo discordou das suas orientações. Max Planck deixou-se influenciar pelas ideias de Rudolf Clausius, interessando-se profundamente pelos problemas do princípio da energia.

Planck doutorou-se em 1879 em Munique, onde ocupou um cargo de livre docência por cinco anos a partir de 1880 e depois foi professor adjunto de física teórica na Universidade de Kiel até 1889. Neste ano, foi convidado para suceder Gustav Kirchhoff na cadeira de física da Universidade de Berlim, onde ficou até aposentar-se, em 1928.

Em 1879, enfrentou a oposição declarada de Kirchhoff, ao apresentar uma dissertação sobre o segundo princípio da termodinâmica. Na sua tese de doutorado, tratou dos estados de equilíbrio dos corpos isotópicos em diferentes temperaturas.

Constante de Planck e Teoria Quântica

Quando retornou a Berlim, em 1889, cientistas renomados tentavam provar a dependência entre radiação e temperatura. Planck acreditava que o elo fundamental estaria na dependência da entropia em relação à energia. Decidido a contestar o princípio predominante da irreversibilidade da troca de energia entre um oscilador e a radiação que esse provoca, esbarrou nas diferenças causadas pela variedade de extensão das ondas emitidas.

A questão acabou sendo resolvida através da fórmula que estabelece a "constante de Planck". A 14 de dezembro de 1900, numa reunião da Sociedade Alemã de Física, em Berlim, Max Planck apresentou aos colegas o trabalho em que examinou o significado da constante.

Ainda sem se dar conta de sua importância, acabou revolucionando a física mundial com a teoria quântica, que abriu caminho para a física nuclear. O desenvolvimento das pesquisas neste sentido foi prosseguido por Albert Einstein, em 1905, com a Teoria da Relatividade.

As descobertas relativas à teoria quântica valeram a Max Planck o Prêmio Nobel de Física de 1918. Em 1930, assumiu a presidência da Associação para o Progresso da Ciência Kaiser Wilhelm, hoje denominada Sociedade Max Planck. (rw)

Fonte: Deutsche Welle


Tags: Prêmio Nobel, Nobel, física, físico, termodinâmica, teoria quântica, Max Planck






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 17.08

  • Dia da Festa de Obaluaiê
  • Dia de São Jacinto
  • Dia do Anjo Mahasiah
  • Dia do Patrimônio Histórico