Últimas notícias

Hoje na história

RSS
14 de agosto de 2015.

A Embaixada dos EUA em Havana, Cuba, reabre após 54 anos de estar fechada desde as relações Cuba-Estados Unidos foram quebrados.

Embaixada dos Estados Unidos da América em Havana, Cuba.

A Embaixada dos Estados Unidos da América em Havana (em Inglês: Embassy of the United States of America in Havana) é a missão diplomática dos Estados Unidos da América na República de Cuba.

As relações entre Cuba e Estados Unidos são as relações diplomáticas estabelecidas entre a República de Cuba e os Estados Unidos da América. Foram iniciadas em 27 de maio de 1902, quando o enviado americano, Herbert Goldsmith Squiers, apresentou as suas credenciais ao governo cubano em Havana. Rompidas em 3 de janeiro de 1961, dois anos após a vitória da Revolução Cubana e Fidel Castro, sendo restabelecidas em 17 de dezembro de 2014.

O Degelo Cubano

O Degelo cubano (em espanhol: deshielo cubano) é o nome informalmente atribuído à normalização das relações diplomáticas entre Cuba e os Estados Unidos da América a partir de dezembro de 2014, pondo término a um período de mais de cinquenta anos de hostilidades diplomáticas entre as duas nações.

Em 17 de dezembro de 2014, o Presidente norte-americano Barack Obama e o Presidente cubano Raúl Castro anunciaram o início de um processo de normalização das relações diplomáticas entre Cuba e os Estados Unidos. O acordo de normalização foi negociado em sigilo durante os meses precedentes, com intermediação do Papa Francisco e amplo apoio do Governo do Canadá. Algumas reuniões ocorreram tanto no Canadá como na Cidade do Vaticano. O acordo contempla a suspensão de algumas restrições de locomoção por parte dos Estados Unidos, menores restrições à remessas, acesso de bancos estadunidenses ao sistema financeiro cubano, e a reabertura da embaixada estadunidense em Havana e da embaixada cubana em Washington, D.C. (que haviam sido fechadas em 1961 após o estabelecimento da aliança cubano-soviética).

Embaixadas

Em 14 de abril de 2015, a administração Obama anunciou que a República de Cuba seria removida da relação de países patrocinadores do terrorismo internacional. A Câmara dos Representantes e o Senado tiveram 45 dias para revisar e eventualmente suspender o projeto, sendo que em 29 de maio de 2015, este foi sancionado. O ato marcou um distanciamento maior dos Estados Unidos de sua antiga política adotada durante a Guerra Fria e o estreitamento de suas relações com o país caribenho. Em 20 de julho de 2015, as "seções de interesses" de ambos os países em Washington e Havana foram elevadas à condição de embaixadas.

A cerimônia ocorreu na Embaixada cubana com o hasteamento da bandeira do país na presença do Secretário de Estado John Kerry e do Ministro de Relações Exteriores Bruno Rodríguez Parrilla, que concederam uma entrevista coletiva em seguida.

Em 14 de agosto de 2015, o John Kerry, reabriu oficialmente a embaixada. Também assistiram a cerimônia oito membros do Congresso dos Estados Unidos envolvidos na mudança da política dos EUA para Cuba. Os três fuzileiros que arriaram a bandeira dos EUA na embaixada em 1963, levaram uma nova bandeira que foi hasteada por três novos marines.


O secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, presencia o hasteamento, pela primeira vez em 54 anos, da bandeira americana em frente à embaixada, em 14 de agosto de 2015.

Fonte: Wikipédia


Tags: embaixada, Cuba, Havana, Fidel Castro, Revolução Cubana






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 20.09

  • Dia da Revolução Farroupilha
  • Dia de Santa Fausta
  • Dia do Anjo Rehael
  • Dia do Coletor de Lixo
  • Dia do Funcionário Municipal
  • Dia do Funcionário Policial Civil
  • Dia do Gaúcho
  • Dia Internacional da Limpeza (UNESCO)