Últimas notícias

Hoje na história

RSS
11 de agosto de 1264.

Com a "Bula Transiturus de hoc mundo", o Papa Urbano IV determinou a solene celebração da festividade do Corpus Christi ("Corpo de Cristo") em toda a Igreja.

Corpus Christi

Papa Urbano IV, nascido como Jacques Pantaléon (Troyes, ca. 1195 — Perúgia, 2 de outubro de 1264), foi o 182º Papa da Igreja Católica Apostólica Romana. Eleito em 29 de agosto de 1261 como sucessor do Papa Alexandre IV, foi consagrado a 4 de setembro de 1261. Morreu a 2 de outubro de 1264.

Era filho de um sapateiro de Troyes, em França. Estudou teologia e direito civil em Paris, antes de se tornar bispo de Verdun. Foi encarregado de várias missões pelo Papa Inocêncio IV, e foi nomeado Patriarca Latino de Jerusalém pelo Papa Alexandre IV.

Encontrava-se em Viterbo, onde procurava ajudar os Cristãos perseguidos no oriente, quando Alexandre IV morreu. Depois de sede vacante por três meses, Jacques Pantaléon foi escolhido para o suceder, a 29 de agosto de 1261, adotando o nome de Urbano.

Como Papa, empenhou-se, sem sucesso, levantar uma nova cruzada, em nome da sua antiga diocese de Jerusalém. Nos assuntos domésticos da Santa Sé, os problemas principais do seu pontificado estiveram relacionados com as reclamações à coroa das Duas Sicílias. Antes da chegada de Carlos de Anjou, o candidato por ele favorecido, Urbano morreria em Perúgia, a 2 de outubro de 1264.

O seu sucessor foi o Papa Clemente IV.

Corpos Christi

Com a Bula Transiturus de hoc mundode 11 de agosto de 1264, o Papa Urbano IV determinou a solene celebração da festividade do Corpus Christi ("Corpo de Cristo") em toda a Igreja.

Justificou o Papa a necessidade de uma solenidade especial para celebrar o Corpo de Cristo, pois, na Quinta-feira Santa (Instituição da Sagrada Eucaristia) “a Igreja ocupa-se com a reconciliação dos penitentes, a consagração do santo crisma, o lava-pés e muitas outras funções que lhe impedem de voltar-se plenamente à veneração desse mistério”.

“A partir desse momento, a devoção eucarística desabrochou com maior vigor entre os fiéis: os hinos e antífonas compostos por São Tomás de Aquino para a ocasião – entre os quais o Lauda Sion, verdadeiro compêndio da teologia do Santíssimo Sacramento, chamado por alguns o credo da Eucaristia – passaram a ocupar lugar de destaque dentro do tesouro litúrgico da Igreja”.

“No transcurso dos séculos, sob o sopro do Espírito Santo, a piedade popular e a sabedoria do Magistério infalível aliaram-se na constituição dos costumes, usos, privilégios e honras que hoje acompanham o Serviço do Altar, formando uma rica tradição eucarística.

Ainda no século XIII, surgiram as grandes procissões conduzindo o Santíssimo Sacramento pelas ruas, primeiro dentro de uma ambula coberta, e mais tarde exposto no ostensório. Também neste ponto o fervor e o senso artístico das várias nações esmeraram-se na elaboração de custódias que rivalizavam em beleza e esplendor, na confecção de ornamentos apropriados e na colocação de imensos tapetes florais ao longo do caminho a ser percorrido pelo cortejo”.

Fonte: Wikipédia


Tags: Papa, vaticano, igreja, catolicismo, Bula, Corpus Christi, Transiturus de hoc mundo






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 14.12

  • Dia da Bíblia Evangélica
  • Dia de São João da Cruz
  • Dia do Engenheiro de Pesca
  • Dia Nacional da Ópera
  • Dia Nacional do Ministério Público Federal