Últimas notícias

Hoje na história

RSS
16 de julho de 1758.

Pietro Francesco Orsini é consagrado como o Papa Clemente XIII

Clemente XIII, 248º Papa da Igreja Católica

Papa Clemente XIII nascido Carlo della Torre-Rezzonico (Veneza, 7 de março de 1693 — Roma, 2 de fevereiro de 1769) foi o 248º Papa da Igreja Católica Apostólica Romana sucedendo ao Papa Bento XIV. Eleito em 6 de julho de 1758, foi consagrado a 16 de julho de 1758. Faleceu em 2 de fevereiro de 1769.

Nasceu em Veneza e era filho do barão João Batista della Torre-Rezzonico e de Vitória Barbarigo. No início do pontificado, Clemente XIII escreveu cartas aos soberanos da Europa, empenhados na Guerra dos Sete Anos (1756-1763). O novo Papa conseguiu extinguir a velha animosidade entre a sua cidade natal (Florença), e a sede do Papado, Roma. Socorreu o povo na carestia de 1764, acolhendo 14 mil pessoas. Obrigou os latifundiários dos Estados Pontifícios a plantarem suas terras. Mandou velar nos museus as obras artísticas consideradas por alguns como realismo exagerado. Coibiu abusos de copistas inescrupulosos, que se serviam dos Arquivos romanos. Reprovou (1764) o livro em que João Nicolau de Hontheim (Johann Nikolaus von Hontheim), escondido atrás do pseudônimo de Justinus Febronius, atacava a soberania do Papa.

A negação de toda a religião, pregada sob a capa de racionalismo por Voltaire, Rousseau e outros, desencadeou a perseguição aos batalhadores da Igreja, os Jesuítas. Em Portugal o Marquês de Pombal implicou-os num atentado contra o rei Dom José; mandou queimar o Padre Gabriel Malagrida (velho de 72 anos) e expulsou os demais, também do Brasil, onde eram os únicos mestres e a base da instrução. Perseguiam-nos na França o ministro Choiseul e a marquesa de Pompadour; na Espanha o conde de Aranda; no reino de Nápoles o ministro Bernardo Tanucci; no ducado de Parma o chanceler Guillaume du Tillot. Até os cavaleiros de Malta, em sua maioria portugueses, rejeitavam os Jesuítas, apenas defendidos pelo Papa através da bula Apostolicum pascendi múnus de 12 de janeiro de 1765.

Clemente XIII morreu a 2 de fevereiro de 1769, amargurado pela insistência dos soberanos da família Bourbon, inimigos dos Jesuítas.


Monumento fúnebre ao Papa Clemente XIII.

Fonte: Wikipédia


Tags: Papa, vaticano, igreja, catolicismo, Jesuítas, Companhia de Jesus






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 17.10

  • Dia da Indústria Aeronáutica Brasileira
  • Dia de Santo Inácio de Antioquia
  • Dia do Anjo Manakel
  • Dia do Eletricista
  • Dia Nacional da Vacinação