Últimas notícias

Hoje na história

RSS
28 de abril de 1192.

Assassinato de Conrado de Monferrato (Conrado I), rei de Jerusalém, em Tiro, dois dias depois de seu título ao trono ser confirmado por eleição.

Retrato imaginário de Conrado por François-Édouard Picot, cerca de 1843, Salles des Croisades, Versalhes

Conrado de Monferrato ou Conrado de Jerusalém (em italiano: Corrado del Monferrato, piemontês: Conrà ëd Monfrà); década de 1140 – 28 de abril de 1192) foi marquês de Monferrato e um dos principais participantes da Terceira Cruzada. Ele foi o rei por direito (‘’’de jure’’’) de Jerusalém, através de casamento, a partir de 24 de novembro de 1190, porém eleito oficialmente apenas em 1192, dias antes de sua morte. Foi também marquês de Monferrato desde 1191.

Assassinato

Em abril de 1192, seu título ao trono foi por confirmado por eleição.

Para a consternação de Ricardo I da Inglaterra, os barões do Reino de Jerusalém unanimemente elegeram Conrado como Rei. Ricardo I tinha oferecido o título a Guido de Lusignan, que acabou por se contentar em ser o Rei do Chipre.

O sobrinho de Ricardo I, Henrique II de Champagne, trouxe a notícia do resultado das eleições para Tiro em 24 de abril, e depois voltou ao Acre.

Mas Conrado nunca foi coroado. Por volta do final da manhã ou ao meio-dia de 28 de abril de 1192, sua rainha consorte Isabel I de Jerusalém, que estava grávida, estava atrasada para voltar do hamam para jantar com ele, então foi comer na casa de seu parente e amigo, Filipe, Bispo de Beauvais.

O bispo já tinha comido, então Conrado voltou para casa. Em seu caminho, ele foi atacado por dois Ḥashāshīn, que o esfaquearam pelo menos duas vezes. Seus guarda-costas mataram um de seus atacantes e capturaram o outro. Não é certo quanto tempo Conrado ainda sobreviveu. Algumas fontes afirmaram que ele morreu no local do ataque, ou em uma igreja próxima, em um tempo muito curto. Os cronistas de Ricardo I alegaram que ele foi levado para casa, recebeu os últimos ritos e exortou Isabel a entregar a cidade apenas a Ricardo I ou ao seu representante: esta cena do leito de morte está aberta à dúvidas.

O assassinato continua sem solução. Sob tortura, o Ḥashāshīn sobrevivente afirmou que Ricardo I da Inglaterra seria o mandante do assassinato, embora isso seja impossível de provar. Um suspeito menos provável era Humphrey IV de Toron, o primeiro marido de Isabel I. O envolvimento de Saladino também foi alegado, mas Conrado estava no meio de negociações com ele, o que torna essa hipótese improvável.

Fonte: Wikipédia


Tags: Jerusalém, Terceira Cruzada, Cruzada, Conrado de Monferrato, Conrado, Conrad, Reino de Jerusalém, Ricardo I da Inglaterra, Ricardo Coração de Leão






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 19.10

  • Dia de São Paulo da Cruz
  • Dia do Anjo Habuhiah
  • Dia do Guarda Noturno
  • Dia do Profissional de Informática