Últimas notícias

Hoje na história

RSS
31 de Outubro de 1996.

Um Fokker 100 da TAM cai logo após decolar do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, destruindo casas e matando 99 pessoas

O trem de pouso do Fokker 100 na casa do Jornalista Jorge Tadeu da Silva (na foto)

O voo TAM 402 era uma linha aérea de passageiros entre São Paulo e Rio de Janeiro operada pela TAM Linhas Aéreas. Tornou-se conhecido pelo seu acidente aéreo ocorrido no dia 31 de outubro de 1996. Nesse dia, o Fokker 100, prefixo PT-MRK, com noventa passageiros e seis tripulantes a bordo caiu 24 segundos logo após a decolagem do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Três pessoas morreram em solo.

O acidente

No dia 31 de outubro de 1996 o avião Fokker 100 (nome técnico: Fokker 28 MK-0100) de cor azul-escuro pintado com a inscrição "Number 1" da empresa TAM Linhas Aéreas taxiou para a pista 17R do Aeroporto de Congonhas. Decolou às 8h26min com destino ao Rio de Janeiro. A bordo, noventa passageiros e seis tripulantes. Era comandado por José Antônio Moreno, que tinha mais de nove mil horas de voo, das quais três mil em Fokker 100.


O Fokker 100 da TAM PT-MRK, Number 1.

O avião procedia do Aeroporto de Caxias do Sul.

Segundo os radares do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta 1), o plano de voo consistia em que o avião saísse do aeroporto com cerca de 33 metros de altura e mudasse sua direção, o que não foi possível devido a uma falha no reversor (sistema de freio que deve ser acionado na hora do pouso) do motor direito e levou a perda da velocidade e sustentação (estol). Entre a saída do aeroporto até a queda passaram-se somente 24 segundos.

Acionado em situações adequadas, o reversor é aberto em forma de guarda-chuva na parte posterior do motor da aeronave, que desviando o fluxo de ar do motor para frente, auxiliando na frenagem da aeronave. No caso do voo 402, uma pane neste recurso fez com que ele se abrisse e fechasse na primeira vez logo que o trem principal se despegou da pista, uma segunda vez logo em que ganhou altura e uma definitivamente até a queda. As aeronaves Fokker-100, por não possuírem na época os alarmes de aviso de reversor, deixaram o comandante sem ação quanto a "falta de potência" da aeronave. Quando os alarmes de velocidade soaram na cabine, o comandante simplesmente os ignorou pois eles usualmente davam alarmes falsos (vide Auto-Throttle) e aumentou a potência no motor danificado, causando ainda mais desvio de fluxo de ar.


Corpos das vítimas do voo 402 da TAM, que caiu momentos depois de decolar do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, matando 99 pessoas em 31 de outubro de 1996.

Fonte: Wikipédia


Tags: Aviação, acidente, TAM. Fokker 100, avião






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 25.06

  • Dia da Agricultura
  • Dia de São Máximo de Turim
  • Dia de Salomão da Bretanha
  • Dia de São Guilherme
  • Dia do Anjo Nith-haiah
  • Dia do Cotonete
  • Dia do Imigrante
  • Dia do Quilo