Últimas notícias

Hoje na história

RSS
20 de fevereiro de 2016.

Ciclone histórico deixa rastro de destruição em Fiji

Ciclone Winston na sua máxima intensidade próximo de Fiji em 20 de fevereiro de 2016.

O Ciclone Winston foi o mais forte ciclone tropical a tocar terra firme em Fiji e na bacia do Oceano Pacífico Sul registrada na história. O sistema foi observado pela primeira vez como uma tempestade tropical em 7 de fevereiro de 2016, quando foi localizado ao noroeste de Port Vila, Vanuatu.

Ao longo dos próximos dias, o sistema desenvolveu-se gradualmente à medida que se mudou do sudeste, adquirindo ventos de ciclone em 11 de fevereiro de 2016. No dia seguinte, sofreu rápida intensificação e alcançou ventos máximos sustentados (de 10 minutos) de 175 km/h (110 mph).

Condições ambientais desfavoráveis provocaram enfraquecimento posteriormente. Depois de virar a nordeste em 14 de fevereiro, o Ciclone Winston estacionou ao norte de Tonga em 17 de fevereiro.

Devido a uma mudança de maior nível de direção, a tempestade se voltou para o oeste. No processo, Winston novamente intensificou-se rapidamente, atingindo a categoria 5 de intensidade em ambas as escalas de ciclones tropicais da Austrália e da escala de furacões de Saffir-Simpson em 19 de fevereiro. A tempestade passou diretamente sobre Vanua Balavu, onde foi observada uma rajada recorde nacional de vento de 306 km/h (190 mph).

O ciclone atingiu o seu pico de intensidade em 20 de fevereiro de 2016, com ventos sustentados de 10 minutos de 230 km/h (145 mph) e uma pressão de 915 hPa (mbar; 27,03 inHg), pouco antes de alcançar terra firme em Viti Levu, Fiji. Depois disso, a tempestade lentamente enfraqueceu dentro de um ambiente menos favorável; o sistema esteve ligado ao sudeste durante este tempo, porém manteve-se bem longe de Fiji. Ele mais tarde se degenerou em uma baixa pressão remanescente, com algumas características subtropicais, em 24 de fevereiro quando o ciclone virou-se para o oeste e depois a noroeste.

O sistema persistiu por mais de uma semana sobre o Mar de Coral antes de finalmente se mover sobre Queensland, Austrália, e dissipar-se em 3 de março de 2016, 26 dias depois de ser classificada como um tempestade tropical.

Antes da chegada da tempestade em Fiji, numerosos abrigos foram abertos, e um toque de recolher em todo o país foi instituído durante a noite de 20 de fevereiro de 2016. Atingindo Fiji na Categoria 5 de intensidade em 20 de fevereiro, Winston infligiu grandes danos em muitas ilhas e matou 44 pessoas. Comunicações foram temporariamente perdidas em pelo menos seis ilhas, com algumas permanecendo isoladas por mais de dois dias após a passagem da tempestade.


Aldeia de Viti Levu destruída na ilha principal de Fiji (Foto: Força Aérea da Nova Zelândia / via AFP Photo)

Um total de 31.200 casas foram danificadas ou destruídas e cerca de 350.000 pessoas (cerca de 40 por cento da população de Fiji) foi significativamente impactado pela tempestade. Os danos totais avaliados subiram a, pelo menos, FJ$ 539,3 milhões (US$ 255,7 milhões); No entanto, estimativas recentes colocaram os danos totais provocados pelo Ciclone Winston em torno de FJ$ 2 bilhões (US$ 1 bilhão).

O governo do país decretou estado de emergência em 20 de fevereiro, que permaneceu por 60 dias. Imediatamente após o ciclone, os governos da Austrália e da Nova Zelândia deram apoio e socorro, além de pacotes logísticos. Nas semanas seguintes, uma coalizão de apoio internacional, incluindo agências intergovernamentais, trouxe dezenas de milhões de dólares em ajuda e centenas de toneladas de suprimentos para os residentes em Fiji.

Fonte: Wikipédia


Tags: Ciclone Winston, Ciclone Tropical, Ciclone, tufão, furação, tempestade, Fiji, Tonga






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 20.08

  • Dia de São Bernardo
  • Dia do Anjo Cahethel
  • Dia do Maçom