Últimas notícias

Hoje na história

RSS
15 de julho de 2018.

A França sagra-se bicampeão mundial de futebol na Copa da Rússia em 2018 vencendo a Croácia por 4 X 2

A equipe francesa celebrando o título ao receber a Taça FIFA.

A Copa do Mundo FIFA de 2018 foi a vigésima primeira edição deste evento esportivo, um torneio internacional de futebol masculino organizado pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), que ocorreu na Rússia, anfitriã da competição pela primeira vez. Com onze cidades-sede, o campeonato começou a ser disputado em 14 de junho e terminou em 15 de julho. A edição de 2018 foi a primeira realizada no Leste Europeu, a décima primeira realizada na Europa, depois de a Alemanha ter sediado o torneio pela última vez no continente em 2006, e a primeira vez que o torneio foi realizado em 2 continentes distintos (Europa e Ásia), uma vez que dos 12 estádios, 11 ficam na Rússia Europeia, e 1 na parte Asiática.

Esta edição da Copa do Mundo, juntamente com a Universíada de Verão de 2013 e os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, que também foram realizados em território russo, foram os primeiros eventos esportivos de importância mundial realizados no país desde os Jogos Olímpicos de Verão de 1980. A FIFA escolheu a Rússia por causa do aumento do interesse da população russa no futebol, graças a investimentos financeiros no esporte, do aumento da importância da Primeira Liga Russa e a migração de jogadores estrangeiros para o país, além da ascensão econômica da Rússia após a dissolução da União Soviética em 1991. Os outros países que se candidataram à sede da competição foram a Inglaterra e as candidaturas conjuntas de Países Baixos/Bélgica e Portugal/Espanha. O governo russo pretendia entregar todas as obras para a Copa do Mundo da FIFA 2018 um ano antes do torneio. Joseph Blatter, ex-presidente da FIFA, afirmou que as organizações estão mais avançadas em comparação com as obras do Brasil, que sediou a edição anterior.

Entrou para a história por ter sido a Copa do Mundo mais cara da história até então, com um custo total de 14,2 bilhões de dólares. Foi também a primeira edição de uma Copa a fazer uso do Árbitro Assistente de Vídeo (VAR). Em 28 de março de 2017, a seleção brasileira foi a primeira além do país-sede, Rússia, a se classificar para a Copa do Mundo de 2018. Foi nesta edição que Islândia e Panamá fizeram seu debut em Copas do Mundo. Além disso, pela quarta vez nas últimas cinco edições, a Seleção que foi campeã na Copa anterior foi eliminada na fase de grupos (fato que levou a imprensa mundial a chamar de "Maldição das Campeãs"), e também a primeira vez que a Alemanha não se classificou para a segunda fase de uma Copa do Mundo, sendo que a mesma sempre vinha alcançando, pelo menos, as quartas-de-final da competição. Além disso, nenhuma seleção africana conseguiu avanço a partir da fase de grupos, e todas as equipes que se classificaram para a Copa via repescagem europeia chegaram às oitavas de final da competição, algo inédito até então.

A final da Copa do Mundo FIFA de 2018 foi realizada em 15 de julho de 2018 no Estádio Lujniki em Moscou, na Rússia, entre as seleções da França e da Croácia. Foi a 21ª final da Copa do Mundo FIFA, sendo a terceira vez que a Seleção Francesa chegava a uma final de Copa do Mundo, e a primeira da Croácia. Com isso, a Croácia tornou-se o 13º país diferente a chegar à final da Copa. Além disso, para chegar a esta Final, a Seleção Croata precisou passar por 3 prorrogações, sendo a primeira vez que uma equipe chegou à uma Final de Copa precisando enfrentar 3 prorrogações.

A partida foi vencida por 4x2 pela Seleção Francesa no tempo regulamentar, conquistando assim seu bicampeonato mundial e garantindo vaga na Copa das Confederações 2021. Além disso, Didier Deschamps se juntou a Zagallo e Franz Beckenbauer como os únicos a ganharem a Copa do Mundo como jogador e como treinador, e Raphaël Varane tornou-se o 11º futebolista a conquistar a Liga dos Campeões da UEFA e a Copa do Mundo FIFA no mesmo ano.

Esta foi a primeira final, desde a de 2002, a ser decidida no tempo regulamentar (ou seja, sem a necessidade da prorrogação e/ou da disputa de pênaltis). Mandžukić tornou-se o primeiro jogador a fazer um gol contra em uma final de Copa do Mundo. E, por fim, Kylian Mbappé igualou uma marca de Pelé que já durava 60 anos, e tornou-se o segundo jogador com menos de 20 anos a marcar ao menos um gol em uma Final de Copa do Mundo.

Fonte: Wikipédia


Tags: Copa do Mundo, Fifa, Hoje na História, França, Croácia, Rússia, seleção brasileira, VAR, árbitro de vídeo






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 22.08

  • Dia da Nossa Senhora Rainha
  • Dia do Anjo Aladiah
  • Dia Internacional do Folclore