Últimas notícias

Hoje na história

RSS
25 de maio de 2019.

Morre Leyde Chuquer Volla Borelli Francisco de Bourbon, a atriz Lady Francisco

Leyde Chuquer Volla Borelli Francisco de Bourbon, a atriz Lady Francisco

Leyde Chuquer Volla Borelli Francisco de Bourbon (Belo Horizonte, 7 de janeiro de 1935 [nota 1]Rio de Janeiro, 25 de maio de 2019), mais conhecida como Lady Francisco, foi uma atriz, produtora e diretora brasileira.

Carreira artística

Lady Francisco começou a carreira artística na sua cidade natal, Belo Horizonte, no rádio e na TV Itacolomi, do grupo Diários Associados. Entre 1972 e 1973, já na cidade do Rio de Janeiro, atua na novela Jerônimo, o Herói do Sertão na TV Tupi. Depois transfere-se para a TV Globo, onde atuou na novela A Escrava Isaura (1976), Marrom Glacê (1979), Baila Comigo (1981) e Louco Amor (1983).

Entre 2015 e 2016, participou da série República do Peru, exibida pela TV Brasil em 26 episódios. Sua última participação na televisão foi em Malhação: Vidas Brasileiras (2018), da Rede Globo.

Sua estreia no cinema deu-se na década de 1970, atuando nos filmes Um Varão Entre as Mulheres (1974), O Padre que Queria Pecar (1975), O Crime do Zé Bigorna (1977) e Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia (1977). Também participou na direção de O Preço do Prazer (1979). Na década de 1980, atuou em Anjos do Sexo (1981) - que também co-dirigiu - Os Rapazes das Calçadas (1981), Profissão Mulher (1982) e Punk - Os Filhos da Noite (1986). Seu último trabalho no cinema foi em 2019, no filme Goitaca.

Infância

Lady Francisco é uma das três filhas de Mathilde e José Francisco, que era descendente de espanhóis, italianos e sírios e trabalhava como mascate. Depois de vender mercadorias de porta em porta, abriu uma loja de artigos infantis em Belo Horizonte chamada Casa do Guri, e tornou-se rico e influente. Seu casarão no bairro nobre Floresta era frequentado por políticos, pelo prefeito, governador e senadores da República. Até mesmo o então deputado federal Juscelino Kubitschek era íntimo de seu pai. Por causa dessas ocasiões, o comerciante obrigava as filhas a se apresentarem muito bem vestidas. Lady relatou que sofria bullying de sua própria mãe, que a considerava a mais feia das irmãs. Na época, a menina apresentava um comportamento agitado e tinha desmaios que eram atribuídos a uma suposta mediunidade. Isso fez com que seus pais a levassem a consultas com um psiquiatra, em cujo consultório era submetida a choques elétricos.

Casamento frustrado e início difícil na carreira

Mesmo tendo passado por aquelas experiências na infância, foi aeromoça e depois radialista. Participava também de concursos de beleza, em que conquistou diversos títulos, antes de tornar-se atriz na TV Itacolomi, pertencente ao grupo Diários Associados, de Assis Chateaubriand, que era amigo do seu pai e também frequentava a mansão da família.

Com cerca de vinte anos, Lady Francisco chegou a marcar casamento com um engenheiro, mas no dia da cerimônia descobriu que ele já tinha outra família. Não houve o casamento, mas passaram a viver juntos e tiveram dois filhos, Oscar Victor e Andrea. Separaram-se quando ela veio para o Rio de Janeiro em 1972 sozinha, para ingressar na TV Tupi e depois na TV Globo. Nessa época, seu pai havia perdido quase toda a fortuna no jogo, perdendo as propriedades para pagar as dívidas, ficando a família praticamente na miséria. Lady foi para o Rio de Janeiro decidida a vencer na carreira artística, e teve um começo muito difícil na cidade, chegando a ser assaltada e viver de favores, mas sempre ia para a porta da TV Tupi, até que um dia foi chamada para compor o júri do programa de Flávio Cavalcanti.

Casos de abuso sexual e vida sentimental

Sua trajetória a levou depois para a TV Globo onde, conta ela, chegou a sofrer abusos sexuais de um diretor de TV cujo nome ela só revela se ele morrer primeiro. A atriz revelou também que sofreu um abuso sexual ainda mais pavoroso, tendo sido estuprada por quatro homens na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, ao desembarcar de um táxi. Um mês depois descobriu que estava grávida e realizou um aborto. Lady nunca se casou, depois do relacionamento que teve em Belo Horizonte com o pai de seus filhos. Ela revelou que seu único "caso" mais sério foi com o dramaturgo Dias Gomes, depois que sua esposa e também dramaturga Janete Clair morreu. Sua maior paixão, segundo relata, são os animais, pelos quais se declara "violentamente apaixonada. Para defender os animais e idosos, chegou a se candidatar a deputada estadual pelo Rio de Janeiro pelo PRB.

Morte

Em abril de 2019 a atriz sofreu uma queda em sua casa, fraturando o fêmur. Em 2 de maio foi internada em um hospital na Barra da Tijuca para realizar um tratamento para correção da fratura, mas sofreu complicações respiratórias e precisou ser transferida para a UTI. Três semanas depois da internação, o quadro clínico se agravou por causa de uma isquemia, tendo sido submetida a uma traqueostomia. Faleceu na tarde de 25 de maio por falência de múltiplos órgãos, decorrente de isquemia enteromesentérica (transtorno vascular agudo dos intestinos).

Fonte: Wikipédia


Tags: Lady Francisco, Globo, novelas, atriz, Rede Tupi, Diários Associados






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 11.12

  • Dia da Unicef
  • Dia de São Barnabé
  • Dia do Agrônomo
  • Dia do Arquiteto
  • Dia do Engenheiro
  • Dia do Tango