Últimas notícias

Hoje na história

RSS
15 de novembro de 1902.

Rodrigues Alves assume a Presidência do Brasil após vencer Quintino Bocaiúva


Francisco de Paula Rodrigues Alves (Guaratinguetá, 7 de julho de 1848 – Rio de Janeiro, 16 de janeiro de 1919) foi um político brasileiro e quinto presidente do Brasil.

Último paulista presidente do Brasil, foi eleito duas vezes, cumpriu o primeiro mandato (1902 a 1906), mas faleceu antes de assumir o segundo (que deveria se estender de 1918 a 1922).

Estudou no Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro. Bacharelou-se em Letras e diplomou-se na Faculdade de Direito de São Paulo. Foi vereador, deputado provincial e geral pelo Partido Conservador. Empresário de sucesso do ramo do café, tornou-se a terceira maior fortuna do país; a fazenda onde morava tinha 400 cômodos e as refeições eram servidas em talheres de ouro.

Em 1890 foi eleito deputado para a Assembléia Constituinte e em 1891 foi nomeado ministro da Fazenda do governo de Floriano Peixoto. Em 1893 foi eleito senador por seu estado, renunciando em 1894 para ocupar novamente a pasta da Fazenda no governo Prudente de Morais. Rodrigues Alves foi o negociador da consolidação dos empréstimos externos com os banqueiros ingleses Rotschild. Foi presidente do estado de São Paulo em 1900, antes de assumir a presidência da República em 1902.

Seu governo foi destacado pela Campanha de Vacina Obrigatória (que ocasionou a Revolta da Vacina), promovida pelo médico sanitarista e ministro da Saúde Osvaldo Cruz, e pela reforma urbana da cidade do Rio de Janeiro, realizada sob os planos do prefeito do Rio de Janeiro, o engenheiro Pereira Passos, que incluiu, além do remodelamento da cidade, a melhoria das estrdas de ferro e a construção do Teatro Municipal.

Ocorreu também em seu governo a chamada revolta da Escola Militar.

Sua administração financeira foi muito bem sucedida. O presidente dispunha de muito dinheiro, já que seu governo coincidiu com o auge do ciclo da borracha no Brasil, cabendo ao país 97% da produção mundial. Em 1903, Rodrigues Alves comprou a região do Acre da Bolívia, pelo Tratado de Petrópolis - processo conduzido pelo então diplomata José Maria da Silva Paranhos Júnior (barão do Rio Branco). Em seu primeiro mandato, o vice-presidente eleito foi Francisco Silviano de Almeida Brandão, que faleceu; quem assumiu a vice-presidência foi Afonso Pena. Deixou a presidência com grande prestígio, sendo chamado o grande presidente.

Em 1912, foi novamente eleito presidente do estado de São Paulo e, em 1916, voltou a ocupar uma cadeira no Senado Federal. Eleito para o segundo mandato como presidente em 1918, havia contraído gripe espanhola e faleceu antes de tomar posse. O vice-presidente era Delfim Moreira, que assumiu a presidência em virtude de seu falecimento.

É considerado hoje o presidente que mais se preocupou com a população da República Velha.

Tags: Presidente, gripe espanhola, vacina, Revolta da Vacina






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 27.06

  • Dia de N.S. do Perpétuo
  • Dia do Anjo Ierathel
  • Dia do Artista Lírico
  • Dia Internacional da Pessoa Surdocega
  • Dia Mundial do Diabético
  • Dia Nacional do Progresso
  • Dia Nacional do Vôlei