Últimas notícias

Hoje na história

RSS
Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 1939.

Segunda Guerra Mundial: Batalha de Tolvajärvi

Soldados finlandeses em combate.

A Guerra de Inverno, também conhecida como a Guerra Soviético-Finlandesa ou Guerra Russo-Finlandesa (em finlandês: talvisota, em sueco: vinterkriget, em russo: Зимняя война) começou quando a União Soviética atacou a Finlândia a 30 de novembro de 1939, três meses após o início da Segunda Guerra Mundial. O conflito arrastou-se até 12 de março de 1940, quando um tratado de paz foi assinado, cedendo 10% do território finlandês, e 20% da sua capacidade industrial, à União Soviética.

O motivo dos soviéticos não terem vencido tão facilmente como previam deve-se por um lado aos expurgos de 1937 no comando do Exército Vermelho e à falta de espírito de luta dos atacantes, e por outro lado ao êxito da resistência finlandesa, liderada pelo marechal Mannerheim.

Como consequência, a União Soviética foi banida da Liga das Nações a 14 de dezembro de 1939. Stalin esperava conquistar todo o país até ao final de 1939, mas a resistência finlandesa frustrou as forças soviéticas, que eram em maior número (3 soviéticos para 1 finlandês).

O resultado da guerra foi misto. Embora as forças soviéticas finalmente tivessem conseguido atravessar a defesa finlandesa, nenhum lado, quer a União Soviética ou a Finlândia, emergiu do conflito vitorioso. As perdas soviéticas na frente de combate foram tremendas, e a posição internacional do país sofreu.

E ainda pior, as habilidades de combate do Exército Vermelho foram postas em questão, um fato que contribuiu com um grande impacto para a decisão de Hitler de lançar a Operação Barbarossa. Finalmente, as forças soviéticas não alcançaram o seu objetivo primário de conquistar a Finlândia, mas ganharam apenas uma secessão de território ao longo do Lago Ladoga. Os finlandeses asseguraram a sua soberania e ganharam uma posição internacional considerável.

O tratado de paz de 12 de março de 1940 impediu as preparações franco-britânicas de envio de apoio para a Finlândia através da Escandinávia do Norte (a campanha Aliada na Noruega) que impediria também o acesso alemão às minas de ferro no norte da Suécia. A invasão pela Alemanha Nazista da Dinamarca e da Noruega a 9 de abril de 1940 (Operação Weserübung) desviou então a atenção do mundo para a luta pelo controle da Noruega.

A Guerra de Inverno foi um desastre militar para a União Soviética. Contudo, Stalin aprendeu com este fiasco e compreendeu que o controle sobre o Exército Vermelho já não era possível. Após a Guerra de Inverno, o Kremlin iniciou o processo de reinstaurar oficiais qualificados e de modernizar as suas forças, uma decisão que viria a permitir que os soviéticos resistissem à invasão alemã.

Batalha de Tolvajärvi

A Batalha de Tolvajärvi ['tol.va.jær.vi] foi travada em 12 de dezembro de 1939 entre a Finlândia e a União Soviética. Foi a primeira grande vitória ofensiva para os finlandeses na Guerra Russo-Finlandesa.

O plano

O plano finlandês era cercar a divisão soviética por dois ataques de pinça sobre os lagos congelados Hirvasjärvi e Tolvajärvi. O ataque ao norte sobre o lago Hirvasjärvi era para começar às 08:00 e o segundo começaria quando o primeiro apresentasse resultados. No fim ambos ataques foram iniciados às 08:00.

A batalha

O grupo do Norte que consistia em dois batalhões logo se encontrou com a resistência soviética. Na verdade, eles se encontraram com o 718º Regimento de Rifle soviético da 139ª Divisão de Rifle, que estava se preparando para fazer seu próprio ataque ao flanco finlandês. Ao meio-dia, as tropas finlandesas se retiraram para suas próprias linhas. Embora este ataque não cumprisse os seus objetivos, impediu o 718º de atacar o flanco finlandês, e também de enviar reforços para o sul.


Carro blindado soviético destruído é inspecionado por oficiais finlandeses.

Enquanto o segundo batalhão do 16º Regimento de infantaria finlandês (II / JR 16) se preparava para atacar ao longo da estrada, foi interrompido por um ataque do 609º Regimento Soviético. Os finlandeses ainda conseguiam atacar depois de receberem apoio da artilharia. O ataque finlandês continuou em direção a um hotel localizado em um pequeno istmo entre os dois lagos. O Major General Aaro Olavi Pajari decidiu comprometer suas reservas em um ataque de pinça nas tropas soviéticas ao redor do hotel. No final, o hotel foi capturado e nele foi encontrado um comandante do regimento soviético morto e todos os papéis do regimento.

Os finlandeses retiraram-se sobre os lagos na noite. Na manhã seguinte, o Coronel Paavo Talvela exigiu um novo ataque e a 139ª Divisão de Rifle Soviética foi rechaçada e mais tarde, entre 20 e 22 de dezembro, destruída em torno de Ägläjärvi (hoje, Yaglyayarvi) que fica a cerca de 20 km de Tolvajärvi. O contato foi feito também com a 75ª divisão soviética que tinha sido enviada como reforços.

Consequências

As perdas finlandesas chegaram a mais de 100 mortos e 250 feridos. As perdas soviéticas são mais de 5.000 mortos e muitos equipamentos: duas baterias de artilharia, armas AT, cerca de vinte tanques (entre outros T-26) e 60 metralhadoras.

A batalha foi uma vitória ofensiva importante para os finlandeses e foi muito importante para o moral de todo o exército finlandês. Não houve grandes batalhas na região após o bem sucedido contra-ataque finlandês. Apenas alguns disparos foram feitos ocasionalmente. Os finlandeses mantiveram a linha até o final da Guerra de Inverno.

Dois comandantes do lado finlandês foram promovidos. Paavo Talvela foi promovido de coronel a major-general em 18 de dezembro de 1939. Aaro Pajari foi promovido a coronel também em 18 de dezembro de 1939.

Fonte: Wikipédia





Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Hoje na história relacionadas

Comemoramos hoje - 10.12

  • Dia da Declaração Internacional dos Direitos Humanos
  • Dia de São Melquíades
  • Dia Internacional dos Povos Indígenas
  • Dia Universal do Palhaço