Últimas notícias

Hoje na história

RSS
18 de dezembro de 1954.

Criação do município de Não-Me-Toque no Rio Grande do Sul

Não-Me-Toque

Não-Me-Toque é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. Localiza-se a uma latitude 28º27'33" sul e a uma longitude 52º49'15" oeste. Está a uma altitude de 514 metros.

História

As terras do hoje município de Não-Me-Toque, como em outros municípios da região, tiveram a presença de índios como primeiros habitantes nativos.

A partir de 1827, começaram a chegar na região do Planalto Médio elementos lusos, iniciando a atividade pecuária nas grandes estâncias por eles instaladas.

Em meados do século XX, os descendentes de italianos e alemães buscaram na Colônia Nova do "Alto Jacuhy" (hoje Alto Jacuí) melhores condições de vida e, nos lotes de terras adquiridos, começaram a dedicar-se à agricultura e à extração de madeira, bem como instalação de pequenas fábricas e casas comerciais, tornando Não-Me-Toque sede da Colônia do Alto Jacuhy (1900).

A religião e a educação foram sempre as molas propulsoras do pequeno povoado que passou à vila, fazendo parte das terras de Rio Pardo, Cruz Alta, para posteriormente tornar-se distrito de Passo Fundo e Carazinho.

A partir de 1949 começam a chegar os imigrantes holandeses e o município passa a ser o berço da imigração holandesa no Rio Grande do Sul.

Em 18 de dezembro de 1954 foi criado o município de Não-Me-Toque, sendo instalado em 28 de fevereiro de 1955.

A sua população é composta, principalmente, por descendentes de alemães, italianos, holandeses e uma parcela de portugueses.

A origem e troca do nome

Entre as várias versões que explicam a origem de Não-Me-Toque encontram-se:

  • Um árvore de tronco curto e recorto de espinhos, popularmente conhecido como não-me-toques, de nome científico Dasyphyllum spinescens (Less.) Cabrera, muito abundante na região na época da colonização ítalo-germânica.
  • A expressão "não me toque nestas terras", ou "não me toque daqui" ditas por um fazendeiro português, referindo-se à sua grande fazenda, da qual nunca pretendia se desfazer.

Entre a variedade de culturas e a produção de boas sementes, o trigo foi considerado por muitos anos o "cereal rei" das plantações, inspirando os munícipes a optarem pela troca do nome de Não-Me-Toque para Campo Real (1971).

Depois de intensas campanhas, a população, através de um plebiscito, optou pela antiga denominação de Não-Me-Toque (1976).

Na Bíblia, "não me toque" é uma frase dita por Jesus no episódio conhecido como Noli me tangere, muito famoso na arte cristã.

Agricultura de precisão

Não-Me-Toque já foi conhecida como "Capital da lavoura mecanizada" pois, nas décadas de 50 e 60 iniciaram-se no município grandes empreendimentos na agricultura, tornando-a o maior potencial econômico da região.

Em 29 de outubro de 2009 a municipalidade recebeu o título de "Capital Nacional da Agricultura de Precisão".

Fonte: Wikipédia


Tags: Município, Campo Real, Não-Me-Toque






Opinião do internauta

Deixe sua opinião

Comemoramos hoje - 31.03

  • Dia da Doutrina Espírita
  • Dia da Integração Nacional
  • Dia da Saúde e Nutrição
  • Dia de São Benjamim